Publicidade

30.01.2018 às 10:49h - atualizado em 30.01.2018 às 13:58h - Geral

Desaparecimento de idoso de Iporã do Oeste está prestes a completar dois anos

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Desaparecimento de idoso de Iporã do Oeste está prestes a completar dois anos

Continua depois da publicidade

Mário José Rauber foi visto pela última vez no dia 2 de fevereiro de 2016. Na época estava com 64 anos.

Ele residia com a família na linha Águas Claras, próximo a comunidade de São Vendelino, interior do município.

A esposa de Mário, a senhora Veleda Rauber, de 60 anos, relatou a reportagem da Rádio Oeste que desde o seu desaparecimento foram bem poucas as informações obtidas.

Depois de um dos filhos ter levado o idoso até a cidade em Iporã do Oeste, ele foi visto a última vez pelas imagens das câmeras de segurança, ainda no dia 2 de fevereiro, nas proximidades da rodoviária de Descanso.

Mário Rauber vestia calça jeans, camisa amarela e um boné do Sicoob no último dia em que foi visto.

Na época as informações divulgadas eram que ele teria chegado a Descanso com um táxi.

Apoio de familiares e amigos tem sido fundamental para superar os quase dois anos de dificuldades e da falta de informações do idoso. A afirmação é da esposa Veleda Rauber.

Ela afirma que são dois anos de incerteza e angústia pela falta de informação, e o apoio dos cinco filhos, dos demais familiares, amigos e conhecidos tem sido fundamental para superar as dificuldades.

Veleda enfatiza que seu maior desejo é que esse caso seja esclarecido. Todos os bens continuam no nome do idoso, já que o caso não foi esclarecido.

Ela disse que Mário era uma pessoa tranquila, não tinha problemas de saúde, de relacionamento ou financeiros, e nunca havia chegado a relatar alguma dificuldade ou problema que o pudesse ter deixado deprimido.

Ele também era uma liderança comunitária e envolvido no grupo de idosos.

A esposa relatou ainda que sempre manteve muito diálogo com ele. Segundo ela, o idoso não teria levado documentos, e a esposa também não sabe informar a quantia em dinheiro que estava com ele.

Na Delegacia de Policia Civil de Iporã do Oeste, onde o caso é investigado, o inquérito continua aberto, mas sem novidades sobre o desaparecimento.

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

Advocacia Fávero
AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.