Polícia

29.08.2019 às 12:34h - atualizado em 29.08.2019 às 17:28h - Polícia

POLÍCIA: Delegado aponta mandantes e motivação da morte de advogado

Marcos Meller

Por: Marcos Meller São Miguel do Oeste - SC

POLÍCIA: Delegado aponta mandantes e motivação da morte de advogado
Foto: Jornal Folha do Oeste

Continua depois da publicidade

As prisões de uma vereadora e do marido, ex-prefeito de Xaxim, realizadas nesta quarta-feira pela Divisão de Investigação Criminal, fazem parte da segunda etapa da investigação do assassinato do advogado Joacir Montagna. Na primeira fase, a polícia identificou e prendeu cinco pessoas suspeitas de envolvimento no crime. Elas foram julgadas em julho e condenadas pela morte do advogado. Estão na cadeia Adelino Dala Riva, que é o homem que contratou o atirador, os irmãos Lucas, Abel e David Gomes Dos Santos e José De Almeida, o tio que prestou auxílio ao trio. As prisões desta semana são fruto do segundo inquérito, que foi aberto para apurar a autoria intelectual do crime. De acordo com delegado Wesley Andrade, a polícia conseguiu apontar a relação entre o casal suspeito de ser o mandante e o núcleo executor do crime.

O delegado esteve no Peperi Entrevista de hoje e disse que a motivação do assassinato de Joacir Montagna teve relação com as atividades profissionais desenvolvidas pelo advogado. Ele explicou que Montagna tinha relações profissionais e pessoais com a vereadora e o marido dela, que é ex-prefeito de Xaxim. Segundo o delegado, Montagna atuou como advogado da família e também em processos contra um deles. Wesley contou que o fato que teria motivado o crime foi exatamente a participação do advogado em uma ação contra um dos suspeitos presos nesta semana. O processo em questão envolvia altos valores e o advogado "estava bastante contundente nas petições para provocar o cumprimento do acordo feito entre as partes". Segundo Wesley, "na visão da Polícia Civil, existem fortes indícios de que essa atuação do advogado foi o motivo que ensejou o mando do crime". Além disso, também foram reunidas provas da ligação entre o casal preso nesta semana e Adelino Dala Riva, o homem que contratou o atirador que matou o advogado.

A vereadora e o ex-prefeito de Xaxim devem ser indiciados pela Polícia Civil por homicídio qualificado.

As informações completas estão no Peperi Entrevista.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.