Publicidade

29.05.2018 às 15:15h - atualizado em 29.05.2018 às 15:16h - Greve

Não há dinheiro para baixar gás de cozinha e gasolina, diz ministro

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Não há dinheiro para baixar gás de cozinha e gasolina, diz ministro
Divulgação / G1

Continua depois da publicidade

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse nesta terça-feira, 29, que o governo não tem recursos orçamentários para baixar a tributação sobre a gasolina e sobre o gás de cozinha, como está propondo fazer com o diesel.

No domingo, 27, o presidente Michel Temer anunciou novas medidas para tentar pôr fim à greve dos caminhoneiros, que chegou ao nono dia. Entre elas está a redução de R$ 0,46 no valor do litro de diesel.

A estimativa do governo é que esse subsídio vai custar R$ 9,5 bilhões aos cofres públicos. Ou seja, o governo vai usar dinheiro público para manter o diesel mais barato. Além disso, para compensar a perda de arrecadação com a redução da Cide e do PIS-Cofins, o governo vai eliminar incentivos fiscais.

LEIA:

"Sobre gasolina e gás de cozinha, isto [cortar impostos] não está na nossa discussão", afirmou Guardia durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal.

Mais cedo nesta terça-feira, o ministro da Fazenda afirmou que o governo descartou a possibilidade de aumento de tributos para compensar a redução da Cide e do PIS-Cofins sobre o diesel.

Guardia observou que Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) prevê que "qualquer redução de impostos, à exceção de regulatórios", "exige compensação no mesmo exercício financeiro", ou seja, em 2018.

Fonte: G1

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

AL Contabilidade
Advocacia Fávero

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.