29.05.2018 às 15:32h - atualizado em 29.05.2018 às 18:28h - Greve

Levantamento prévio aponta prejuízos causados pela greve em Iporã do Oeste

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Levantamento prévio aponta prejuízos causados pela greve em Iporã do Oeste

Na tarde desta terça-feira, 29, a Defesa Civil de Iporã do Oeste, Prefeitura e Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente reuniram produtores rurais, entidades representativas da agricultura e empresas, para avaliar as conseqüências geradas pela greve dos caminhoneiros.

A reunião também teve a presença das Policias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros.

Levantamentos apresentados no encontro apontam que no interior já começam a faltar medicamentos para os animais, são poucas as empresas que mantiveram o carregamento do leite e a ração está sendo racionada para aves, suínos e gado de leite.

Somente a Cooper A1 deixou de recolher em Iporã do Oeste 100 mil litros de leite e mais de um milhão de aves em toda região deixaram de ser abatidas pela JBS Seara de Itapiranga.

A Associação Comercial e Industrial de Iporã do Oeste também informou na reunião que no município há indústrias paradas por falta de matéria prima, e um levantamento mais detalhadas dos prejuízos neste setor será realizado.

A Defesa Civil pede que qualquer informação sobre prejuízos ou necessidades seja comunicada pelo número (49) 9-91487121, para que o município tenha as informações caso seja necessário decretar situação de emergência.

Na reunião foi exposta também a preocupação do poder público e das entidades com o risco sanitário, pois se a greve se prolongar, a falta de alimentação pode causar a morte de animais, considerando o prejuízo que já é significativo.

A orientação é que a população mantenha a tranquilidade, sem fazer estoques de alimentos em casa, para não acabar prejudicando as demais pessoas.

Foto(s): Jornei de Souza

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.