cresol mobile

28.02.2020 às 08:57h - atualizado em 28.02.2020 às 09:18h - Geral

Município pretende arrecadar mais de R$ 40 mil com o IPTU

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Município pretende arrecadar mais de R$ 40 mil com o IPTU

Continua depois da publicidade

A prefeitura de Bandeirante pretende arrecadar com o IPTU deste ano mais de R$ 40 mil. A informação é do secretário de Administração e Fazenda da prefeitura de Bandeirante, Eder Marcon. Ele foi entrevistado nesta semana no programa Rede Peperi Notícias segunda edição e disse que a expectativa é que seja injetado nos cofres públicos um valor aproximado de R$ 45 mil com o imposto territorial e predial urbano deste ano.

Conforme ele, os carnês já estão disponíveis e devem ser retirados no setor de tributos da prefeitura em horário de expediente, sendo de segunda a sexta-feira entre 7h30 e 11h30 e entre 13h e 17h.

Eder Marcon afirmou que existem duas formas pelas quais os contribuintes podem optar para o pagamento do IPTU deste ano no município de Bandeirante. De acordo com ele, entre as opções estão o pagamento em cota única ou parcelado em três vezes. Ele explicou que o imposto em cota única vence no dia 31 de março e aqueles que efetuarem o pagamento total até essa data terão um desconto de 10%. Já quem preferir o parcelamento, os vencimentos são para 13 de abril, 11 de maio e 10 de junho, porém sem qualquer desconto.

O secretário de Administração e Fazenda da prefeitura, Eder Marcon, comentou que o município de Bandeirante possui atualmente mais de mil imóveis cadastrados no perímetro urbano. Segundo ele, ao todo são 1.117 imóveis cadastrados junto ao setor de tributos. O profissional ressaltou que neste ano não houve reajuste no imposto, apenas a correção da inflação.

Eder Marcon lembrou que no ano passado houve a atualização do cadastro imobiliário do município, porém o reajuste não foi aplicado neste ano, ficando para ser atualizado nos próximos anos. Ele declarou que a atualização dos imóveis é de extrema importância para que a prefeitura consiga uma arrecadação maior e condizente com a realidade atual de Bandeirante. Ele lembrou que esse trabalho de atualização foi realizado em parceria com o Sebrae e a Unoesc.

O secretário revelou que o valor arrecadado com o IPTU é muito baixo e está defasado. Eder Marcon enfatizou que sem o montante correto arrecadado são inviáveis os investimentos necessários nos diversos setores do município.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.