cresol mobile

27.06.2022 às 17:02h - atualizado em 28.06.2022 às 08:17h - Agricultura

Itapiranga registra queda nos casos de Brucelose e Tuberculose

Diana Isabel

Por: Diana Isabel Itapiranga - SC

Itapiranga registra queda nos casos de Brucelose e Tuberculose
Foto: Divulgação

Continua depois da publicidade

Conforme o Veterinário de Itapiranga, Valdair Dahmer, que trabalha com programa de certificação de propriedades rurais livres de Brucelose e Tuberculose, isso é fruto de um trabalho realizado há pelo menos cinco anos em parceria do município com a Uceff, Sebrae e Cidasc.

Objetivo é monitorar e fazer trabalho de certificação proporcionando melhores condições sanitárias em vacas destinadas a produção de leite.

Itapiranga já possui 175 propriedade certificadas ou em processos de certificação, com a primeira fase de exames já concluída. Dahmer lembra que o município é referência estadual em qualidade na saúde do gado leiteiro, com reflexo positivo aos produtores rurais, em termos de produtos e animais.

De acordo com Valdair Dahmer, após seis meses da primeira visita, a equipe realiza novos exames para encaminhar a documentação para o certificado livre de Brucelose e Tuberculose. O programa em parceria com o Sebrae, Cidades e o Instituto I-FAI do Centro Universitário Uceff permite mais agilidade nos encaminhamentos.

O veterinário considera que a certificação de propriedade proporciona vários benefícios, incluindo a qualidade de vida, pois desta forma está combatendo zoonoses, com transmissão entre animais e humanos. Dahmer também chama atenção para maior ganho financeiro ao produtor em virtude da qualidade do leite que é disponibilizado aos laticínios.

Valdair Dahmer lembra que uma vez por ano é preciso repetir os exames para renovar o certificado.

O Veterinário alerta para exigências da Instrução Normativa que visa adequações das propriedades com produção de leite. Até final de 2022, produtores de diversas comunidades de Itapiranga necessitam de pelo menos um exame para continuar vendendo leite.

Valdair Dahmer informa que outras comunidades precisam cumprir esta exigência na sequência e por isso é importante os produtores precisam se organizarem. O Veterinário chama atenção que devido à alta demanda e falta de insumos, não foi possível atender todas as propriedades em curto prazo de tempo, por isso a necessidade de programar com antecedência a realização de exames.

Foto(s): Ilustrativa/Arquivo Portal Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.