cresol mobile

27.05.2020 às 09:40h - Religião

Igreja católica se adapta a nova realidade com celebrações sem presença de público

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Igreja católica se adapta a nova realidade com celebrações sem presença de público

Continua depois da publicidade

O padre Alcido Kunzler, que atuou por anos na paróquia de Iporã do Oeste, e hoje chanceler da Diocese de Chapecó, explica que a recomendação de celebrações sem a presença de público segue por tempo indeterminado.

Enquanto isso, missas e cultos ocorrem com transmissão pela rádio e presença de apenas algumas pessoas na organização.

Conforme o chanceler, sacramentos também não estão ocorrendo, o que não deve interferir na fé e no agir das pessoas como bons cristãos. Ele avalia que a não realização dos sacramentos é o menor dos problemas, e considera que o maior prejuízo tem sido a impossibilidade de realizar as celebrações com a presença de público.

O padre Alcido Kunzler afirma que em todos os seus anos de vida religiosa nunca passou por uma situação parecida. De acordo com o chanceler, o momento cria um novo sentimento de fé, de reflexão, diante de tudo o que está acontecendo.

Padre Alcido diz que o momento tem despertado também a solidariedade nas pessoas, e a expectativa é que isso se mantenha após esse período de pandemia passar. Cita também maior valorização de profissionais que por muitas vezes não eram devidamente reconhecidos, como aqueles do setor da saúde que estão no combate de frente ao coronavírus.

O chanceler lembra que além dos cuidados com o espírito e com a mente, chama atenção também para cuidados com a alimentação que garantem uma boa imunidade.

O padre Alcido assumiu a função de chanceler da Diocese de Chapecó há cerca de três anos. Sua função é a organização da documentação da diocese e de todas as paróquias atendidas.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.