27.05.2018 às 08:22h - atualizado em 28.05.2018 às 13:04h - Greve

PF abriu 37 inquéritos para investigar apoio criminoso à greve dos caminhoneiros

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

PF abriu 37 inquéritos para investigar apoio criminoso à greve dos caminhoneiros
Divulgação / Portal Peperi

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou que a Polícia Federal abriu 37 inquéritos para investigar a prática de locaute – quando empresários de um setor contribuem, incentivam ou orientam a paralisação de seus empregados – durante a greve dos caminhoneiros. Em coletiva na noite deste sábado, 26, em Brasília, o ministro disse que mandados de prisão já foram expedidos, mas não confirmou se as ordens foram cumpridas.

— Temos informações do apoio criminoso de proprietários e patrões de empresas transportadoras e distribuidoras (à greve), que, podem ter certeza, vão pagar por isso.

Também presente à coletiva, o ministro Sérgio Etchegoyen (Segurança Institucional) destacou que o governo conseguiu avanços neste sábado para amenizar os reflexos da greve nos aeroportos e nos centros de distribuições de combustíveis, dois dos focos elencados pelo Planalto.

Segundo ele, cerca de 50% das estradas já foram totalmente liberadas. No Estado de São Paulo, a liberação está em 97%.

Jungmann disse que, até o início da noite deste sábado, a Polícia Rodoviária Federal já havia aplicado 400 autos de infração, somando R$ 2 milhões em multas, em razão da greve – que chegou ao sexto dia. O ministro reafirmou ainda que o governo segue aberto ao diálogo.

Decreto de Temer

No começo da tarde deste sábado, o presidente Michel Temer assinou um decreto autorizando o poder público a requisitar "veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais".

Com a continuidade da greve, diversos serviços estão prejudicados em Santa Catarina. Os horários de ônibus seguem reduzidos em muitas cidades do Estado e há preocupação em garantir gasolina para operar ao longo do fim de semana. Aeroportos e escolas também foram afetados.

Em Santa Catarina, até o começo da noite deste sábado havia142 trechos com paralisações nas estradas - 70 em rodovias federais e 72 nas estaduais.

Fonte: Diário Catarinense

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.