26.12.2017 às 14:26h - atualizado em 26.12.2017 às 14:31h - Saúde

Médico alerta para risco de doenças de pele devido à exposição ao sol

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Médico alerta para risco de doenças de pele devido à exposição ao sol

Segundo o médico da Unidade de Saúde de Iporã do Oeste, Luis Carlos Barbosa, mesmo antes do início do verão, os raios ultravioletas já são mais fortes, o que exige maior cuidado com a proteção da pele.

Ele comenta que Santa Catarina e Rio Grande do Sul, são os estados com maior registro de câncer de pele no país, em função da característica de pele clara da população. Outro fator é a maior exposição das pessoas nestas regiões ao sol, devido ao trabalho na agricultura.

O médico afirma que como não é possível evitar totalmente o sol, a orientação é que os agricultores se protejam com chapéu, porque uma das regiões do corpo mais comuns para o câncer são as orelhas.

Além do câncer, o alerta também é quanto ao tumor, que se manifesta através de manchas escuras na pele.

A freqüência com que são registrados casos de câncer de pele é significativa no município. O médico Luis Carlos Barbosa explica que todos os meses são atendidos pacientes com principio de câncer de pele, ainda não agressivos, mas que se agravam com o tempo.

Ele chama atenção para lesões que aumentam, sangram ou dão coceira, e que podem ser o início da doença. O diagnóstico precoce é importante para evitar que o problema se agrave.

Luis Carlos Barbosa comenta que uma das alternativas para se proteger do sol é o protetor solar, mas em caso de exposições prolongadas a orientação é o uso de chapéu, roupas de manga longa e na cor clara para proteger braços e nuca.

Ele recomenda que o melhor horário para exposição ao sol é até as 10 horas, lembrando que a exposição moderada é necessária para a absorção de vitaminas.

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.