cresol mobile

26.11.2021 às 14:42h - atualizado em 26.11.2021 às 14:43h - Saúde

DIABETES MELLITUS: Saiba o que é, como prevenir e tratar

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

DIABETES MELLITUS: Saiba o que é, como prevenir e tratar
ASCOM

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação crônica da glicose no sangue (hiperglicemia). Isso pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas.

A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta, portanto, em um acúmulo de glicose no sangue, que chamamos de hiperglicemia.

Classificação do Diabetes

Sabemos hoje que diversas condições podem levar ao diabetes, porém a grande maioria dos casos está dividida em dois grupos: Diabetes Tipo 1 e Diabetes Tipo 2:

-Diabetes Tipo 1 (DM 1) – Essa forma de diabetes é resultado da destruição das células beta pancreáticas por um processo imunológico, ou seja, pela formação de anticorpos pelo próprio organismo contra as células beta, levando a deficiência de insulina.

Em geral costuma acometer crianças e adultos jovens, mas pode ser desencadeado em qualquer faixa etária.

O quadro clínico mais característico é de início relativamente rápido (alguns dias até poucos meses) e sintomas como: sede, diurese e fome excessivas, emagrecimento importante, cansaço e fraqueza.

Se o tratamento não for realizado rapidamente, os sintomas podem evoluir para desidratação severa, sonolência, vômitos, dificuldades respiratórias e coma. Este quadro mais grave é conhecido como Cetoacidose Diabética e necessita de internação para tratamento.

-Diabetes Tipo 2 (DM 2) – Nesta forma de diabetes está incluída a grande maioria dos casos (cerca de 90% dos pacientes diabéticos).

Nesses pacientes, a insulina é produzida pelas células beta pancreáticas, porém, sua ação está dificultada, caracterizando um quadro de resistência insulínica. Isso leva um aumento da produção de insulina para tentar manter a glicose em níveis normais. Quando isso não é mais possível, surge o diabetes.

A instalação do quadro é mais lenta e os sintomas – sede, aumento da diurese, dores nas pernas, alterações visuais e outros – podem demorar vários anos até se apresentarem. Se não reconhecido e tratado a tempo, também pode evoluir para um quadro grave de desidratação e coma.

Ao contrário do Diabetes Tipo 1, há geralmente associação com aumento de peso e obesidade, acometendo principalmente adultos a partir dos 50 anos. Contudo, observa-se, cada vez mais, o desenvolvimento do quadro em adultos jovens e até crianças. Isso se deve, principalmente, ao aumento do consumo de gorduras e carboidratos aliados à falta de atividade física.

Diabetes Gestacional – Atenção especial deve ser dada ao diabetes diagnosticado durante a gestação, conhecido como Diabetes Gestacional. Pode ser transitório ou não e, ao término da gravidez, a paciente deve ser investigada e acompanhada.

Na maioria das vezes ele é detectado no 3º trimestre da gravidez, através de um teste de sobrecarga de glicose. As gestantes que tiverem história prévia de diabetes gestacional, de perdas e má formações fetais, hipertensão arterial, obesidade ou história familiar de diabetes não devem esperar o 3º trimestre para serem testadas, já que sua chance de desenvolverem a doença é maior.

A Importância do Acompanhamento Médico

É importante que o paciente compareça às consultas regularmente, conforme a determinação médica, nas quais ele deverá receber orientações sobre a doença e seu tratamento.

A hiperglicemia crônica através dos anos está associada a lesões da microcirculação, lesando e prejudicando o funcionamento de vários órgãos como os rins, os olhos, os nervos e o coração.

O controle da hiperglicemia é fundamental não só para o bom controle do diabetes como também para garantir autonomia e independência ao paciente. É importante o envolvimento dos familiares com o tratamento do paciente diabético, visto que, muitas vezes, há uma mudança de hábitos, necessitando de uma adaptação de todo núcleo familiar.

Pacientes com Diabetes Tipo 2 não diagnosticado tem risco maior de apresentar acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio e doença vascular periférica do que pessoas que não têm diabetes. Isso reforça a necessidade de um diagnóstico precoce que permita evitar tais complicações.

Exames de Rotina

As consultas de acompanhamento devem ser mensais, bimestrais ou trimestrais, conforme o controle e a adaptação ao tratamento.

Nas consultas são solicitados os exames que devem incluir a glicemia de jejum, a hemoglobina glicada trimestral (que dá a média da glicemia diária nos últimos 2 a 3 meses), função renal anual (ureia, creatinina, pesquisa de micralbuminúria), perfil lipídico anual ou semestral, avaliação oftalmológica anual e avaliação cardiológica.

Os demais exames devem ser solicitados conforme a necessidade individual do paciente.

Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste

Dr. Antônio Marcos W. Duarte – Clínico Geral – CRM 8060
Diretora técnica - Katia Bugs – médica - CRM 10375 – Nefrologista - RQE 5333

Matérias relacionadas:

> Afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos

> Doe sangue e salve vidas

> A dependência de duas drogas lícitas: álcool e cigarro

> Hospital Regional discute a Importância da Prevenção

> Reeducação alimentar controla a pressão arterial e evita o uso de medicamentos

> Diagnóstico precoce do câncer de mama permite alto índice de cura

> Doença Cardiovascular: Vida saudável ajuda a prevenir infartos

> Atividade física e alimentação adequada auxiliam a prevenir a obesidade

> Mudanças de hábitos diminuem a probabilidade e consequências do câncer de próstata

> Acompanhamento médico regular e vida saudável visam controlar o diabetes

> A importância da prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis

> Uso racional de medicamentos: os riscos da automedicação

> Viva Bem - Sucesso no aleitamento materno exclusivo

> Um novo olhar sobre a prevenção

> Programa Viva Bem do Hospital Regional: Cuide da sua coluna

> Aspectos ortopédicos e traumatológicos

> Depressão e outras doenças psicológicas: o sofrimento em ascensão

> Calor pode aumentar número de acidentes com lagartas venenosas

> Benefícios de uma alimentação saudável

> Programa de Saúde Preventiva: Viva Bem

> A Mulher e a Doença Renal - Incluir, Valorizar, Capacitar

> Comprometimento e atenção podem evitar acidentes de trabalho

> A importância do pré-natal para a mãe e o bebê

> Movimento Abril Verde alerta sobre riscos de acidentes de trabalho

> A importância da Higienização das mãos

> Prevenção de quedas na terceira idade

> VIVA BEM: Doenças relacionadas ao trabalho

> Educação Postural: Conheça seus benefícios

> Dicas para prevenir as doenças de inverno

> Inserindo hábitos conscientes e de preservação do meio ambiente em nossa rotina

> 28 de julho - Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais

> Hipertensão: a importância de conhecer, prevenir e controlar

> VÍDEO: VIVA BEM ? Agosto Dourado

> SETEMBRO AMARELO: a dor silenciosa

> VIVA BEM: Prevenção de Quedas de Idosos

> VIVA BEM: Saiba como ser um Doador de Órgãos e Tecidos

> Vacinação: Uma das melhores formas de Prevenir Doenças

> VÍDEO: Outubro Rosa, Previna-se

> Alcoolismo e Tabagismo: dependências que geram problemas de saúde

> Disfagia: entenda a dificuldade de engolir alimentos

> VÍDEO: VIVA BEM; Dezembro Vermelho

> VIVA BEM: cuidando da sua saúde

> JANEIRO BRANCO: Quem cuida da mente, cuida da vida

> VÍDEO: Não faça do seu veículo uma arma!

> VIVA BEM: Câncer tem prevenção!

> Dependência química: Tudo o que você precisa saber

> VIVA BEM: Cuidados na gestação

> VIVA-BEM: Saúde dos Rins para todos

> VIVA-BEM: Saúde da boca: tenha um sorriso bonito e saudável

> VIVA BEM: Os benefícios da atividade física para idosos

> Saiba como higienizar a boca de bebês e crianças de até 5 anos

> VÍDEO: Pratique ginástica laboral/alongamentos

> VIVA BEM: Higienização das mãos salva vidas

> Fumar na gravidez: riscos que o cigarro pode trazer

> Maio Verde: Glaucoma, conheça a doença que pode provocar cegueira

> VIVA BEM: Violência contra a mulher

> VIVA BEM: Alimentação saudável, saúde e nutrição

> Saiba como prevenir as doenças respiratórias no inverno

> VIVA BEM: Cuide-se: Previna Acidentes de Trabalho

> VIVA BEM: Pneumonia na Infância

> VÍDEO: Hepatites virais é o assunto do Viva Bem

> VIVA BEM: Amamentação, alimente a vida

> VIVA BEM: Esclerose Múltipla

> Doenças cardiovasculares: viva mais cuidando da sua saúde

> VIVA BEM: Um mal do rim, a hipertensão

> VIVA BEM: Doar órgãos é doar vida

> VIVA BEM: Outubro, mês de alerta para doenças reumáticas

> Você sabe quando procurar o Pronto Socorro de um Hospital?

> Câncer de Próstata: diagnóstico precoce aumenta em 95% a chance de cura

> VIVA BEM: Diabetes na infância

> VÍDEO: Depressão: saiba como evitar o mal do século

> VIVA BEM: Você sabe a diferença entre Aids e HIV?

> Obesidade: Hábitos alimentares e atividade física

> Quais as principais orientações para realizar seus exames de sangue?

> VÍDEO: Conheça os perigos da automedicação

> Veja algumas curiosidades sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis

> VIVA BEM: Prevenção do câncer

> Hipertensão Arterial: Saiba mais sobre a doença e como prevenir

> VIVA BEM: É exame de rotina? Peça a creatinina!

> Coronavírus: Quando procurar atendimento médico?

> VIVA-BEM: Covid-19: Previna-se higienizando suas mãos

> VIVA BEM: O profissional de saúde em tempos de Covid19

> Infecções por coronavírus em crianças: o que sabemos até agora?

> CORONAVÍRUS: Cuidados ao sair e ao voltar para casa

> Cuidados especiais para pacientes oncológicos em tempo de COVID-19

> VÍDEO: Primeiros Cuidados Psicológicos em tempos de Coronavírus

> VIVA BEM: Alimentação e imunidade

> VIVA BEM: Proteja o ambiente de trabalho do coronavírus

> VIVA BEM: Doação de Sangue em tempos de coronavírus

> VIVA BEM: Seu maior amor guardado no peito e protegido na cadeirinha

> VIVA BEM: Covid-19 e gestação

> VIVA BEM: A qualidade do ar na prevenção do Coronavírus

> VÍDEO: Armazenar álcool em gel no carro é seguro?

> Agosto dourado - Como amamentar em tempos de Covid-19

> DISPEPSIA FUNCIONAL: “Má Digestão” ou “Gastrite Nervosa”

> VÍDEO: Covid-19: Tire suas dúvidas sobre a doença

> O que o paciente oncológico deve saber durante a pandemia de covid 19?

> VIVA BEM: Como lidar com a ansiedade durante a pandemia?

> VIVA BEM: Câncer de Mama: O que você precisa saber?

> VÍDEO: Retinopatia diabética: conheça a doença, sintomas, tratamento e prevenção

> VIVA BEM: Como identificar o autismo em crianças

> VIVA BEM: Saúde Integral do Homem

> VÍDEO: O que é Rede Catarina de Proteção à Mulher?

> VIVA-BEM: Luz da tela do computador e os efeitos na visão

> DEZEMBRO LARANJA - Fique atento a sua pele, previna-se!

> VIVA-BEM: Alimentação infantil e nutrição adequada

> VIVA BEM: Doenças de verão: saiba o que são e como evitá-las

> VÍDEO: Saúde mental durante a pandemia

> Maternidade após os 40 anos: o que você precisa saber?

> Câncer e Covid-19: o que você precisa saber sobre o assunto

> VIVA BEM: O papel do diagnóstico por imagem na COVID-19

> VIVA BEM: doença Cardiovascular na Covid-19

> VIVA BEM: saúde no ambiente de trabalho

> A importância dos exames laboratoriais no auxílio ao tratamento da Covid-19

> VIVA BEM: processo de luto em contexto de pandemia

> A importância de usar Equipamento de Proteção Individual durante a pandemia

> VIVA BEM: conscientização sobre autismo

> VÍDEO: cuidados ao realizar refeições durante a pandemia

>Você sabe como interpretar as informações nas caixas de medicamentos?

> Como a alimentação pode ajudar fortalecer a imunidade

> VIVA BEM: Menopausa

VIVA BEM: Vacinação em dia é sinônimo de prevenção

> VÍDEO: como cuidar do cordão umbilical do bebê para evitar infecções

> VIVA BEM: O leite materno é a melhor escolha da mãe para o bebê

> VIVA BEM: alerta para o exame de mamografia após vacina contra covid-19

> SETEMBRO VERDE: Saiba como prevenir e combater o Câncer de intestino

> Colesterol e triglicerídeos elevados: quais os riscos e como evitar

> CÂNCER DE MAMA: diagnóstico precoce oferece até 95% de chances de cura

> VIVA BEM: como a alimentação interfere na saúde do corpo

> Novembro Azul chama atenção para os cuidados com a saúde do homem

Fonte: ASCOM

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.