Polícia

26.05.2018 às 09:32h - atualizado em 26.05.2018 às 09:44h - Polícia

Juiz manda soltar suspeitos de furtos em salões comunitários

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Juiz manda soltar suspeitos de furtos em salões comunitários

Ninguém foi preso na Operação da Polícia Civil que iniciou na madrugada de sexta-feira, 25, e terminou somente no início da noite. Conforme a delegada de Itapiranga, Daiana da Luz, os policiais cumpriram mandado de buscas e apreensão em uma residência em Iporã do Oeste.

No inicio da manhã desta sexta-feira, oito pessoas foram conduzidas a delegacia.

Duas menores, ambas de 16 anos e a namorada de um dos suspeitos foram liberados.

Cinco homens passaram horas prestando depoimento. A delegada pediu a prisão preventiva de três suspeitos de uma série de arrombamentos e furtos em clubes comunitários no interior.

O ministério público acatou, no entanto o juiz substituto do Fórum de Itapiranga não concedeu a prisão preventiva. O judiciário determinou medida cautelar com o recolhimento da carteira de habilitação e recolhimento noturno.

A delegada Daiana Da Luz afirma que os suspeitos detidos pela polícia civil de Itapiranga e Iporã do Oeste assumiram a autoria de arrombamentos e furtos.

De acordo com ela, das oito pessoas encontradas na casa em que foi cumprido mandado de buscas e apreensão em Iporã do Oeste, três eram de Cunha Porã e cinco de Iporã do Oeste.

Dois homens assumiram a autoria dos crimes e um terceiro teve indícios de envolvimento direto.A delegada pediu a prisão de três jovens, de 22, 23 e 24 anos.

Os pedidos foram indeferidos pelo judiciário. A delegada informa que todos seguem como suspeitos e investigados.

A policia civil tem 30 dias para concluir o inquérito e solicitar o indiciamento dos autores. Daiana Da Luz informa que existem outros suspeitos que não foram encontrados ontem.

11 clubes foram arrombados e furtados em cinco municípios. Os ladrões agiram em Itapiranga, São João do Oeste, Tunápolis, Iporã do Oeste e Santa Helena.

Após serem conduzidos a delegacia os ladrões confessaram crimes e indicaram diversos locais que haviam escondido mercadorias em matagais. Os policias recolheram grande quantidade de produtos furtados.

Conforme a delegada Daiana Da Luz, 20 vítimas compareceram na delegacia e reconheceram objetos de mercadorias furtados./ A delegada cita botijões de gás, garrafas de cervejas, pacotes de linguicinha, bateria automotiva, caixa de som, espetos, ferramentas, roupas e produtos alimentícios como chocolate e salgadinhos.

Texto: Delmar Cláudio

Foto(s): Polícia Civil

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.