cresol mobile

25.07.2020 às 07:03h - atualizado em 25.07.2020 às 16:33h - Geral

Programa Celesc Rural vai investir cerca de R$ 10 milhões na região

Marcos Meller

Por: Marcos Meller São Miguel do Oeste - SC

Programa Celesc Rural vai investir cerca de R$ 10 milhões na região
Foto Arquivo

Continua depois da publicidade

O programa Celesc Rural vai aplicar cerca de R$ 10 milhões em melhorias no sistema de eletrificação rural do extremo-oeste. O dado foi repassado pelo gerente regional da empresa, José Volkweis.

Ele explicou que a etapa que está em andamento prevê a substituição de 31 quilômetros de redes monofásicas por trifásicas com um investimento de R$ 2,7 milhões. Uma nova licitação deve ser lançada nas próximas semanas para a troca de mais 70 quilômetros de redes rurais ao custo de R$ 7,5 milhões. As obras dessa nova fase devem começar ainda neste ano. Volkweis disse que a troca da rede monofásica por trifásica aumenta a qualidade da energia e é mais adequada para suportar os equipamentos usados nas propriedades rurais.

Além da substituição de cerca de cem quilômetros de redes monofásicas por trifásicas, o programa Celesc Rural prevê a instalação de cabos protegidos na rede. De acordo com o gerente regional da empresa, José Volkweis, a proteção evita o desligamento no caso de contato da rede com a vegetação em dias de vento. Ele disse que ainda é bastante comum a interrupção do fornecimento de energia quando galhos ou árvores caem sobre a rede. Outro investimento do programa é a instalação de 150 religadores automáticos que reestabelecem a energia mais rapidamente para o meio rural. Volkweis comentou que o programa Celesc Rural tem um impacto importante para o meio rural da região.

Ele informou ainda que o programa Celesc Rural vai atender cerca de 10 mil consumidores na região extremo-oeste. No estado, o programa vai beneficiar cerca de 135 mil propriedades rurais. O gerente explicou que a seleção das regiões beneficiadas com a troca da rede monofásica por trifásica ocorreu a partir de uma análise técnica que considera o atendimento simultâneo de um maior número de consumidores.

José Volkweis ressaltou que os investimentos também procuram atender locais com maior incidência de registros de problemas no fornecimento de energia. O objetivo é reduzir as interrupções de energia no campo.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.