25.01.2018 às 17:40h - atualizado em 25.01.2018 às 19:36h - Saúde

Casos de contato com taturana aumentam 85% na região

Marcos Meller

Por: Marcos Meller São Miguel do Oeste - SC

Casos de contato com taturana aumentam 85% na região
Divulgação / PORTAL PEPERI

As notificações de contato com lagartas taturanas na região aumentaram 85% em 2017 na comparação com o ano anterior. Essa informação foi repassada para a Peperi pelo enfermeiro do setor de vigilância epidemiológica da cidade, Marcos Bortolanza. Ele explicou que em 2016 foram 20 casos notificados. Em 2017, foram 37 registros. Desse total, 24 foram acidentes graves e as pessoas tiveram que ser internadas em hospitais e tomar o soro para conter a atuação do veneno. Em 2018, uma moradora de Dionísio Cerqueira morreu depois de encostar em uma taturana.

O extremo-oeste é a região com maior número de acidentes com lagartas taturanas em Santa Catarina. De acordo com o enfermeiro Bortolanza, o quadro é preocupante e as pessoas devem tomar muito cuidado ao desenvolver atividades de lazer ou de trabalho em áreas de matas. Ele disse que o crescimento dos registros de contato com taturanas se deve a grande área de mata que existe na região e a falta de atenção das pessoas. Ele reforça que se houver qualquer contato acidental com as lagartas é preciso buscar atendimento médico o mais rápido possível.

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.