Polícia

25.01.2018 às 09:29h - atualizado em 25.01.2018 às 14:35h - Polícia

Acusados de homicídio vão a júri popular em Itapiranga

Anderson Luís

Por: Anderson Luís Itapiranga - SC

Acusados de homicídio vão a júri popular em Itapiranga

O julgamento teve início na Sociedade Recreativa Imigrantes e prossegue durante a tarde. O juiz de direito Rodrigo Pereira Antunes preside a sessão do Tribunal do Júri. Estão sendo julgados em processo penal por homicídio qualificado os réus: Daniel Moraes, Diego de Lima, Deivis de Lima e Leandro Pedroso.

Todos permanecem presos, acusados pela morte de Douglas Machado. No processo consta que, no dia 06 de março de 2016, por volta das 5h da madrugada, nas imediações do Complexo Oktober, os denunciados, residentes em Itapiranga, agrediram Douglas Machado, que era morador de Mondaí.

Conforme a investigação apurou, a vítima participava de uma festa de formatura no Complexo Oktober. Ao sair do local, teve início uma confusão. Quando Douglas Machado e sua esposa se aproximavam do carro, os denunciados iniciaram as agressões com socos, pontapés e um pedaço de madeira.

A vítima foi socorrida e morreu no hospital regional de São Miguel do Oeste. Os acusados, que fugiram depois das agressões, foram presos após investigação da polícia civil. Eles alegaram legítima defesa.

A perícia apontou como causa da morte traumatismo crânio encefálico. O crime teve grande repercussão em Itapiranga e região. Conforme o advogado Basílio Soethe, um dos defensores que vão atuar no júri, o objetivo é de julgamento por lesão corporal seguida de morte.

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.