Polícia

23.11.2018 às 16:22h - atualizado em 24.11.2018 às 10:10h - Polícia

Polícia Civil contesta declarações de argentino em entrevista

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Polícia Civil contesta declarações de argentino em entrevista
Divulgação / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Após o jornalismo da Peperi fazer uma entrevista em vídeo com o argentino Cláudio Vallejos, preso em Maravilha, nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil emitiu uma nota de esclarecimento.

- LEIA MAIS:

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Maravilha, informa que, quanto à entrevista do argentino CLÁUDIO VALLEJOS, agiu totalmente dentro da legalidade.

Além dos crimes hediondos cometidos na Argentina, o que resultou na extradição de CLÁUDIO VALLEJOS pelo Supremo Tribunal Federal em 2013, o argentino possui extensa ficha policial no Brasil, notoriamente no Estado de Santa Catarina, onde já passou por diversas unidades prisionais.

Pelos crimes cometidos em nosso país, o argentino CLÁUDIO VALLEJOS foi expulso do Brasil, não podendo mais retornar ao território nacional.

Na tarde de ontem, 22/11/2018, o referido estrangeiro foi conduzido pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia de Maravilha, onde apresentou comportamento extremamente agressivo, ofendendo de várias maneiras os Policiais Civis, inclusive proferindo ameaças de agressão.

A Polícia Civil realizou contato com o Setor de Imigração da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira, quando foi informado que CLÁUDIO VALLEJOS encontrava-se na situação de estrangeiro expulso do Brasil, conforme Certidão expedida pela Polícia Federal.

Nessa situação CLÁUDIO VALLEJOS estava cometendo o crime previsto no artigo 338 do Código Penal - “Reingresso de estrangeiro expulso.

Art. 338 - Reingressar no território nacional o estrangeiro que dele foi expulso: Pena - reclusão, de um a quatro anos, sem prejuízo de nova expulsão após o cumprimento da pena.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a CLÁUDIO VALLEJOS, o qual foi encaminhado à Polícia Federal de Chapecó, por tratar-se de crime federal. Contudo o Delegado da Polícia Federal entendeu por instaurar inquérito policial, sendo concedido o prazo de 01 dia para o Argentino sair do país.

Ressalta-se ainda que, embora CLÁUDIO VALLEJOS apresente documentação que o autorizava sair da Argentina, ele não possui autorização para ingressar no território brasileiro. Inclusive poderá ser preso novamente, caso permaneça no Brasil.

Cordialmente,

Maravilha/SC, 23 de novembro de 2018.

Joel Specht

Delegado de Polícia Civil

Continua depois da publicidade

AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.