Polícia

23.11.2018 às 16:22h - atualizado em 24.11.2018 às 10:10h - Polícia

Polícia Civil contesta declarações de argentino em entrevista

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

Polícia Civil contesta declarações de argentino em entrevista
Divulgação / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Após o jornalismo da Peperi fazer uma entrevista em vídeo com o argentino Cláudio Vallejos, preso em Maravilha, nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil emitiu uma nota de esclarecimento.

- LEIA MAIS:

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Maravilha, informa que, quanto à entrevista do argentino CLÁUDIO VALLEJOS, agiu totalmente dentro da legalidade.

Além dos crimes hediondos cometidos na Argentina, o que resultou na extradição de CLÁUDIO VALLEJOS pelo Supremo Tribunal Federal em 2013, o argentino possui extensa ficha policial no Brasil, notoriamente no Estado de Santa Catarina, onde já passou por diversas unidades prisionais.

Pelos crimes cometidos em nosso país, o argentino CLÁUDIO VALLEJOS foi expulso do Brasil, não podendo mais retornar ao território nacional.

Na tarde de ontem, 22/11/2018, o referido estrangeiro foi conduzido pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia de Maravilha, onde apresentou comportamento extremamente agressivo, ofendendo de várias maneiras os Policiais Civis, inclusive proferindo ameaças de agressão.

A Polícia Civil realizou contato com o Setor de Imigração da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira, quando foi informado que CLÁUDIO VALLEJOS encontrava-se na situação de estrangeiro expulso do Brasil, conforme Certidão expedida pela Polícia Federal.

Nessa situação CLÁUDIO VALLEJOS estava cometendo o crime previsto no artigo 338 do Código Penal - “Reingresso de estrangeiro expulso.

Art. 338 - Reingressar no território nacional o estrangeiro que dele foi expulso: Pena - reclusão, de um a quatro anos, sem prejuízo de nova expulsão após o cumprimento da pena.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a CLÁUDIO VALLEJOS, o qual foi encaminhado à Polícia Federal de Chapecó, por tratar-se de crime federal. Contudo o Delegado da Polícia Federal entendeu por instaurar inquérito policial, sendo concedido o prazo de 01 dia para o Argentino sair do país.

Ressalta-se ainda que, embora CLÁUDIO VALLEJOS apresente documentação que o autorizava sair da Argentina, ele não possui autorização para ingressar no território brasileiro. Inclusive poderá ser preso novamente, caso permaneça no Brasil.

Cordialmente,

Maravilha/SC, 23 de novembro de 2018.

Joel Specht

Delegado de Polícia Civil

Continua depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.