cresol mobile

23.06.2022 às 13:52h - atualizado em 23.06.2022 às 22:57h - Geral

Prefeitura e Associação de Habitação se manifestam sobre investigação da Justiça

Maruhan França

Por: Maruhan França São José do Cedro - SC

Prefeitura e Associação de Habitação se manifestam sobre investigação da Justiça
Ivan Guilherme / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

A prefeitura de São José do Cedro, por meio de sua procuradora-geral, se manifestou sobre a investigação da possível venda irregular de terrenos populares nos Loteamentos Santa Rita - que ficam às margens da rodovia estadual sentido a Princesa.

De acordo com a procuradora-geral, a advogada Ana Paula Beckenkamp, o Ministério Público solicitou informações referentes a estes terrenos populares devido ao convênio que a prefeitura possui com a Associação Cedrense de Habitação. Com isso, foram instauradas as comissões para apuração e levantamento de dados, e todos já foram repassados à promotoria antes do prazo final - que é este final de mês. Segundo a advogada, estes convênios são de 2013 e de 2015. Ana Beckenkamp afirmou que a prefeitura está à disposição para repassar as informações solicitadas pela promotoria.

Associação Cedrense de Habitação

A Associação Cedrense de Habitação, por meio do colaborador fundador, Inacir Gonçalves, se manifestou e relatou que a Associação, até esta manhã de quinta-feira, 23, não tinha sido oficialmente notificada pela prefeitura ou pelo Ministério Público sobre esta apuração. Mas tomando conhecimento por meio da imprensa, ele comentou que foi conversado com os integrantes da diretoria e com a assessoria Jurídica da Associação. O colaborador afirmou que a Associação está à disposição da promotoria e da Administração, a qual possui um convênio de longa data. Esta não foi a primeira denúncia enfrentada pela Associação Cedrense de Habitação. O colaborador lembrou que houve outros, mas nenhuma irregularidade foi comprovada contra o grupo - que existe desde 2004. Por isso, acredita que esta será mais uma situação que será esclarecida e solucionada. Gonçalves, ainda afirmou que a Associação de Habitação não vende terrenos – como consta na investigação. Mas ele garantiu que a intenção da Associação é esclarecer estes fatos dado também à repercussão regional.

Inacir ainda lembrou dos resultados positivos gerados pela Associação como o Loteamento São Domingos que hoje possui 150 famílias residentes. Já o Santa Rita um possui 110 lotes, o Santa Rita dois mais de 30 e o três em torno de 100 terrenos. Já o Santa Rita quatro chega a 20 novos lotes.

matéria relacionada - Justiça apura venda irregular de terrenos habitacionais em São José do Cedro

Foto(s): Ivan Guilherme / Portal Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.