cresol mobile

23.06.2020 às 13:39h - atualizado em 23.06.2020 às 13:42h - Justiça

STF pede investigação de reitor da UFFS de Chapecó no inquérito das fake News

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

STF pede investigação de reitor da UFFS de Chapecó no inquérito das fake News
Foto: Angélica Lüersen, Especial, Diário Catarinense

Continua depois da publicidade

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, encaminhou ao ministro Alexandre de Moraes um pedido de investigação contra o reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Marcelo Recktenvald, de Chapecó, no inquérito das fake news, presidido por Moraes. A petição foi protocolada pela Seção Sindical dos Docentes da UFFS (Sinduffs). Segundo o pedido, o reitor teria cometido crimes contra a honra de ministros da Suprema Corte, e também contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Uma das manifestações do reitor Marcelo Recktenvald que motivou a petição foi uma postagem no Twitter em que ele sugeriu o fechamento do STF. O reitor escreveu que “Um cabo e um soldado resolveriam essa questão. Tenho a impressão de que nossas instituições estão perdidas”.

A publicação de Marcelo Recktenvald foi feita em 27 de maio, em resposta a uma postagem do presidente Jair Bolsonaro. O presidente fazia críticas a uma ação da Polícia Federal, determinada pelo STF e realizada naquele dia, que teve como alvos suspeitos de financiarem e apoiarem uma suposta rede de fake news contra autoridades. Um dos alvos foi empresário catarinense Luciano Hang.

Fonte: NSC Total

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.