Polícia

23.02.2018 às 09:47h - atualizado em 23.02.2018 às 20:56h - Polícia

Polícia flagra venda de drogas via aplicativo WhatsApp e prende duas pessoas por tráfico em Descanso

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Polícia flagra venda de drogas via aplicativo WhatsApp e prende duas pessoas por tráfico em Descanso

Durante rondas, a Polícia Militar de Descanso, com apoio da guarnição de São Miguel do Oeste, abordou um adolescente de 17 anos que estava em atitude suspeita.

Ao ser revistado foi encontrado um cigarro de maconha no bolso do moletom.

Já no pátio da casa do adolescente, foi encontrado escondido entre arbustos mais um torrão de maconha.

O torrão e o cigarro somaram 10,7 gramas. O adolescente informou aos policiais que comprou a droga de um homem via aplicativo WhatsApp e que esse homem deveria estar na praça ou no terminal rodoviário de Descanso.

Já no terminal rodoviário, a guarnição abordou oito pessoas, sendo que duas possuíam maconha para vender.

Um dos abordados pela PM era o que havia sido indicado pelo adolescente como vendedor e estava com dois torrões de maconha, que totalizaram 10,2 gramas.

O outro é irmão do vendedor do entorpecente e possuía sete gramas de maconha.

Conforme o sargento da PM em Descanso, Ilionei Manfroi, um dos irmãos confessou que havia vendido a maconha para o adolescente por R$ 50 e que a venda foi feita via aplicativo WhatsApp.

Diante dos fatos, o vendedor e seu irmão foram presos e entregues ao plantão da Polícia Civil pelo crime de tráfico de drogas.

Os irmãos, um de 18 e o outro de 19 anos, foram encaminhados à Unidade Prisional Avançada de São Miguel do Oeste.

Segundo a delegada da comarca de Descanso, Joelma Stang, a pena de reclusão para o crime de tráfico é de cinco a 15 anos.

O adolescente foi apreendido e acompanhado por sua mãe para procedimentos de apreensão pela prática de ato infracional. A delegada explica que o adolescente foi liberado, mas também responderá pelo consumo de drogas.

Além da droga, também foram apreendidos os celulares utilizados na negociação da droga e o dinheiro que estava com o vendedor. Este dinheiro é oriundo da venda de droga.

Segundo o sargento Manfroi, os celulares apreendidos passarão por perícia, para identificar o possível uso dos aparelhos em outras negociações de vendas de drogas.

Foto(s): Policia Militar de Descanso

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.