20.05.2019 às 09:58h - Agricultura

Mais de 90% dos agricultores associados ao Sindicato se inscreveram no CAEPF

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Mais de 90% dos agricultores associados ao Sindicato se inscreveram no CAEPF
Foto: Arquivo Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Mais de 90% dos agricultores associados ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel do Oeste já realizaram o cadastramento no CAEPF. A informação é do presidente do sindicato, Joel De Moura.

De acordo com ele, ao todo, 95% do total de sócios já realizaram o cadastro. Ele lembrou que o Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física foi criado em 2006 ainda, porém só agora está sendo cobrado. Segundo o presidente, o cadastramento é obrigatório e todas as pessoas que possuem o bloco de produtor devem fazer esse procedimento.

O prazo para o cadastramento no CAEPF já encerrou e quem não fez corre o risco de ser multado. A afirmação é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel do Oeste, Joel De Moura. Conforme ele, a multa pode chegar a R$ 500,00. Ele destacou que até o momento o Sindicato não tem conhecimento sobre nenhum produtor que foi multado, porém a possibilidade dessa ação é grande.

O sindicalista explicou que todos que possuem bloco de produtor e fazem uso do mesmo na compra e venda de produtos devem fazer esse cadastro. Joel comentou que aqueles que não efetuarem o cadastramento ficarão impedidos de comercializar qualquer produto colonial. Ele reforça que mesmo após o término do prazo, quem ainda não fez o procedimento deve procurar o Sindicato.

O número de agricultores que fizeram o cadastramento do CAEPF pode ser ainda maior do que o divulgado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel do Oeste. O comentário é do sindicalista, Joel De Moura. Ele explicou que além do Sindicato, os escritórios de contabilidade, despachantes e demais entidades também estavam prestando e prestam ainda esse serviço.

Joel destacou que o procedimento é burocrático e por isso foram necessárias capacitações para o entendimento desse cadastro. O presidente ressaltou que após esse procedimento o próximo passo será a prestação das notas de produtor rural para a Receita Federal. Ele lembrou que esse procedimento vai começar a partir do dia primeiro de julho. Outro ponto levantado pelo sindicalista foi na questão da implantação do E-Social onde os agricultores também terão que se adaptar para evitar transtornos futuros.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.