Publicidade

19.02.2018 às 15:20h - atualizado em 19.02.2018 às 15:27h - Geral

Onir Mocellin deixará comando do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Onir Mocellin deixará comando do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina
Foto: Krislei Oechsler / CCS/CBMSC / CCS/CBMSC

Continua depois da publicidade

Será oficializada nas próximas horas uma troca no comando-geral do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina. O coronel Onir Mocellin, 54 anos, deixará a função por opção do novo secretário de Segurança Pública do Estado, Alceu de Oliveira Pinto Junior, que toma posse nesta terça-feira, 20. O substituto no comando dos bombeiros será o coronel João Valério Borges, 53 anos, atual subcomandante-geral.

Uma reunião no começo da tarde desta segunda-feira, 19, confirmou a troca. Borges é natural de Alvorada – RS, e entrou na corporação em 1985. Era subcomandante desde julho do ano passado. Antes de vir para a Capital, era comandante da 2ª Região de Bombeiros Militar em Lages.

Uma solenidade para efetivar o ato deve ocorrer entre o final desta semana e o começo da próxima. Mocellin irá para a reserva remunerada dos bombeiros depois de quase 35 anos de serviços na corporação.

Troca em todas as forças de segurança

Com a mudança nos bombeiros, o novo secretário consolida novos nomes em todas as forças de segurança do Estado. Em solenidade nesta terça-feira, 20, às 9h30, na sede da SSP, em Florianópolis, Alceu assume a secretaria e dá posse ao novo delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Ghizoni. O delegado Luiz Ângelo Moreira, oriundo da Serra Catarinense, será o delegado-geral adjunto.

Na próxima quinta-feira, 22, às 10h, o coronel Araújo Gomes entrará oficialmente no comando-geral da Polícia Militar. O coronel Claudio Roberto Koglin será o subcomandante-geral.

Mudança na diretoria-geral do IGP

A nova cúpula da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina também decidiu substituir o atual diretor do Instituto Geral de Perícias. Miguel Acir Colzani deixará o cargo nos próximos dias depois de três anos. Ele assumiu a função em janeiro de 2015.

No lugar dele será empossado Giovani Eduardo Adriano, até então diretor da Academia de Perícia do IGP. Adriano já comandou o instituto e deixou o posto em 2010. Ele é ligado ao PMDB, partido do governador em exercício Eduardo Pinho Moreira. Colzani voltará a atuar como perito criminal em Palhoça, onde é lotado.

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

Advocacia Fávero
AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.