19.02.2018 às 14:19h - atualizado em 19.02.2018 às 17:05h - Geral

Movimentos sociais realizam protestos contra a reforma previdenciária

Marcos Meller

Por: Marcos Meller São Miguel do Oeste - SC

Movimentos sociais realizam protestos contra a reforma previdenciária
Foto: Marcos de Lima / Rede Peperi

A Frente Brasil Popular está promovendo um protesto contra a reforma da previdência nesta segunda-feira, 19, em São Miguel do Oeste. O ato reúne trabalhadores de diferentes categorias desde às nove horas da manhã. A concentração ocorreu na praça Walnir Botaro Daniel e agora há pouco os manifestantes saíram em caminhada pelas ruas da cidade. De acordo com o coordenador do Movimento dos Pequenos Agricultores, Charles Reginatto, a mobilização faz um alerta para os problemas da reforma previdenciária e pede a rejeição da matéria na câmara dos deputados. A mobilização também está ocorrendo em outras cidades do estado nesta segunda-feira.

A reforma da previdência é perversa e retira direitos históricos dos trabalhadores. O comentário é do coordenador do Movimento dos Pequenos Agricultores, Charles Reginatto. Ele citou que a proposta não acaba com os privilégios e cria dificuldades para os trabalhadores. Reginatto disse que os agricultores, por exemplo, terão problemas com a exigência do tempo de 15 anos de contribuição para acessar o benefício. Ele acusou o governo de fazer a previdência para “meter a mão” no direito dos trabalhadores.

A informação de que a intervenção federal no Rio de Janeiro impede a votação da reforma da previdência na câmara dos deputados foi recebida com cautela pelos movimentos sociais. De acordo com o coordenador do Movimento dos Pequenos Agricultores, Charles Reginatto, as entidades ligadas aos trabalhadores não vão se desmobilizar porque o governo de Michel Temer pode mudar a situação e colocar a reforma em votação a qualquer momento.

Foto(s): Marcos de Lima / Rede Peperi

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.