18.02.2020 às 13:59h - atualizado em 18.02.2020 às 16:17h - Justiça

GAECO de São Miguel do Oeste deflagra Operação Peito de Aço contra tráfico de drogas

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

GAECO de São Miguel do Oeste deflagra Operação Peito de Aço contra tráfico de drogas
Gaeco

Continua depois da publicidade

Na manhã dessa terça-feira, 18, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em apoio às 2ª e 4ª Promotorias de Justiça de São Miguel do Oeste, deflagrou a operação "Peito de Aço", que visa desarticular organização criminosa que utilizava o transporte de cargas (grãos) para acondicionar drogas (maconha).

São apurados crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, associação criminosa, porte ilegal de armas e munições e lavagem de dinheiro. No decorrer da investigação foram apreendidas mais de uma tonelada e meia de maconha, além de haxixe, arma e munições, o que acarretou a prisão preventiva de cinco pessoas.

A droga tinha como origem o Estado do Mato Grosso do Sul e como destino os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na Operação, foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva, nove mandados de prisão temporária e vinte e um mandados de busca e apreensão nas Comarcas de São Miguel do Oeste, Descanso, Campos Novos, Catanduvas, Cunha Porã, Joaçaba e Rio do Campo, além de cidades nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Além disso, foram apreendidos bens no total de R$ 893.547,00, e o valor estimado da droga apreendida é de R$ 1.519.000,00, o que totaliza um prejuízo de R$ 2.412.547,00 à organização criminosa.

O nome da operação é alusivo ao local em que comumente era ocultada a droga, em um compartimento dissimulado localizado no ¿peito¿ dos caminhões.

Participam da operação integrantes dos Grupos Regionais do GAECO de Blumenau, Capital, Chapecó, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste, GAECO do Paraná (Maringá e Guarapuava), GAECO do Mato Grosso, GAECO do Mato Grosso do Sul, DENARC do Paraná, Departamentos Prisionais do Paraná e Mato Grosso do Sul, Pelotão de Patrulhamento Tático do 13º Batalhão da Polícia Militar (Rio do Sul), Canil Setorial do 10° Batalhão (Blumenau), Rádio Patrulha da Polícia Militar de Santa Terezinha, Rádio Patrulha da Polícia Militar de Rio do Campo e Canil da Divisão de Investigação Criminal de Lages, além do apoio do Instituto Geral de Perícias.

No curso da investigação prestaram auxílio nas apreensões e prisões as policias Civil, Militar, Rodoviárias Estadual e Federal dos Estados de Santa Catarina, Paraná e a Polícia Rodoviária Federal do Mato Grosso do Sul.

Fonte: MP SC

Foto(s): Gaeco

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.