cresol mobile

17.06.2020 às 16:06h - São Miguel do Oeste

Estado homologa Decreto Municipal de Emergência devido à estiagem em São Miguel do Oeste

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

Estado homologa Decreto Municipal de Emergência devido à estiagem em São Miguel do Oeste
Foto: Reprodução

Continua depois da publicidade

As chuvas registradas nas últimas semanas amenizaram a questão da estiagem em São Miguel do Oeste e demais municípios da região, embora expressivos prejuízos já estivessem se consolidado no meio rural. A notícia boa é que o Governo do Estado homologou, nesta terça-feira, 16, o Decreto de Situação de Emergência, assinado pela Administração Municipal ainda no mês de abril, faltando somente o reconhecimento, agora, por parte do Governo Federal. Com isso, um dos principais benefícios é a possibilidade de reparcelamento de dívidas dos agricultores.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, relatórios da Epagri apontam que as perdas no setor agropecuário em São Miguel do Oeste, em decorrência da estiagem, tenham atingido a cifra dos R$ 5 milhões, se computadas as dificuldades de implantação das pastagens com variedades de inverno, redução da qualidade da silagem de milho produzida com o milho da segunda safra, e o aumento do custo de produção na bovinocultura de corte e de leite com a necessidade de complementação da alimentação dos animais com ração e silagem.

Só no milho silagem (safrinha), um levantamento realizado nas propriedades rurais do município revelou perdas de 40%, o que significa cerca de R$ 1 milhão. No milho grãos (safrinha) as perdas também chegaram a 40%, além de 35% no feijão e 35% na soja. Somente nestes produtos, o volume de perdas chegou a mais de 9,3 mil toneladas.

Informações da Secretaria Municipal de Agricultura esclarecem que os prejuízos só não foram maiores devidos aos investimentos em prevenção aos efeitos da estiagem realizados pelo Município, como a abertura de poços artesianos e mais de 130 fontes no modelo caxambu.

Entre os meses de dezembro do ano passado e maio deste ano, cerca de 170 agricultores também requisitaram incentivo do Município por meio do programa Juro Zero, com créditos de até R$ 10 mil e oito anos para pagar. Além disso, nos primeiros meses deste ano, o Município transportou centenas de cargas de água às propriedades rurais mais afetadas.

Fonte: Ascom

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.