Polícia

17.03.2018 às 09:02h - atualizado em 17.03.2018 às 09:17h - Polícia

Acusados pela chacina serão julgados em Chapecó

Márcia Macoski

Por: Márcia Macoski Campo Erê - SC

Os sete réus acusados de serem os autores da chacina que tirou a vida de cinco pessoas em São Domingos, em junho de 2016, serão julgados em Chapecó, por júri popular coordenado pela 1ª Vara Criminal. De acordo com o juiz Jeferson Vieira, não há data definida para o júri, mas a expectativa é que seja realizado ainda no primeiro semestre deste ano. Dos sete réus, cinco estão presos e outros dois são considerados foragidos da justiça.

“Em 13 de dezembro de 2017, o Tribunal de Justiça acolheu esse pedido e determinou o desaforamento para a comarca de Chapecó, considerando que a comarca onde os fatos ocorreram é pequena e a comoção causada pelos fatos, de modo que haveria risco de comprometimento da imparcialidade dos jurados, além de alguns jurados poderem estar intimidados”, explica o magistrado.

O processo já está em fase de estudo na comarca de Chapecó. Os réus respondem por homicídio qualificado, ocultação de cadáver, tortura e furto.

SENTENÇA DE PRONÚNCIA

Depois da instrução do processo, dia 5 de maio de 2017, o magistrado da comarca de São Domingos, determinou a sentença de pronúncia dos sete acusados para que fossem julgados pelo tribunal do júri, sob a acusação de cinco homicídios duplamente qualificados, tortura e ocultação de cadáver. Os réus entraram com recurso, mas o Tribunal de Justiça, em julgamento, dia 22 de agosto de 2017, manteve a decisão da sentença de pronúncia.

Em seguida, a defesa de um dos réus fez o pedido para que o julgamento pelo tribunal do júri fosse transferido para outra comarca – pedido que foi acolhido pelo TJ, que determinou que o processo fosse encaminhado para a cidade de Chapecó.

O CRIME

A chacina ocorreu em 12 de junho de 2016, quando cinco pessoas foram assassinadas e os corpos carbonizados foram encontrados em um veículo incendiado, no interior de São Domingos. As vítimas foram mortas numa boate na zona rural da cidade e os corpos colocados em um carro que foi incendiado.

Conforme a denúncia, os sete réus são acusados de terem torturado um homem que estava no estabelecimento e que seria suspeito de matar o tio de dois dos réus. Outros quatro frequentadores do estabelecimento e que não tinham nenhuma relação com o fato foram mantidos amarrados enquanto a primeira vítima era torturada. Na sequência, os cinco foram assassinados a tiros e depois tiveram os corpos incendiados.

Fonte: Rádio Clube São Domingos

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.