Publicidade

14.11.2018 às 11:52h - atualizado em 14.11.2018 às 13:57h - Política

Temer analisará o reajuste para ministros do STF até dia 28

Bruna Hohensee

Por: Bruna Hohensee São Miguel do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

O presidente Michel Temer disse, nesta quarta-feira,14, que está analisando com "muito cuidado" o projeto de reajuste salarial para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e que ainda vai decidir se vetará ou sancionará o texto.

O reajuste foi aprovado pelo Senado na semana passada. Pelo texto, os subsídios dos ministros passariam dos atuais R$ R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

O tema causa incômodo em setores do governo que defendem maior rigor com as contas públicas. O argumento é que o salário de ministros do Supremo serve de baliza para outras categorias. Portanto, o reajuste geraria um "efeito cascata".

Na semana passada, após o texto ser aprovado no Congresso, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que via o aumento de gastos com preocupação. Bolsonaro disse que não era o “momento” de se ampliar despesas.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, também, na última semana, afirmou que o reajuste nos salários dos ministros do Supremo será compensado com o fim do auxílio-moradia para magistrados.

Fonte: G1

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

Advocacia Fávero
AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.