cresol mobile

14.01.2022 às 17:03h - Geral

Onda de calor extremo não deve atingir a região Extremo-Oeste

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Onda de calor extremo não deve atingir a região Extremo-Oeste
Marcos de Lima / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Desde o começo desta semana estão circulando pelas redes sociais notícias sobre uma onda de calor intenso que vai atingir a América do Sul nos próximos dias. Conforme as postagens, esse calor seria fora de comum e extremamente alto neste começo de 2022. Diante da informação, o Engenheiro Agrônomo da Climaterra de São Joaquim, Ronaldo Coutinho foi entrevistado no Peperi Entrevista e destacou que a onda de calor que está sob a Argentina já chegou aos 44 graus, o que é normal para a época do ano, porém, a mesma deve aumentar ainda mais, podendo alcançar a marca de 47 graus, o que ultrapassaria as marcas históricas do país vizinho.

Para as regiões Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina o calor deve ficar dentro do padrão para a época do ano. A garantia foi feita pelo Engenheiro Agrônomo da Climaterra de São Joaquim, Ronaldo Coutinho. Conforme ele, as regiões Centro Leste e Litoral catarinense ainda não tiveram dias de calor intenso, diferente da situação do Extremo Oeste, onde os dias estão mais quentes e as noites mais amenas. Segundo ele, São Miguel do Oeste pode registrar nos próximos dias temperaturas entre 35 e 37 graus. Já as regiões de Maravilha e Pinhalzinho podem atingir 40 graus. Coutinho pontuou que Itapiranga facilmente vai ultrapassar essa marca, chegando até 43 graus, o que também é normal para a época do ano.

O pico de calor nos municípios da região deve ocorrer entre está sexta e a próxima terça-feira, 18. O alerta é do Ronaldo Coutinho. Ele confirmou no Peperi Entrevista que a onda de calor é real, porém, enfatizou que no Extremo Oeste as temperaturas não serão históricas para o mês de janeiro.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.