cresol mobile

14.01.2021 às 07:07h - atualizado em 14.01.2021 às 10:57h - Economia

Pesquisa da CDL aponta crescimento de até 15% nas vendas de final de ano

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Pesquisa da CDL aponta crescimento de até 15% nas vendas de final de ano
Divulgação

Continua depois da publicidade

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Miguel do Oeste divulgou nesta semana uma pesquisa feita com os empresários associados em relação às vendas feitas no mês de dezembro, especialmente nos dias próximos ao Natal e Ano Novo. A informação é da presidente da entidade, Gleice Koop.

De acordo com ela, com base nas informações, alguns setores apresentaram desempenhos positivos enquanto outros segmentos acabaram ficando estagnados por conta da pandemia da Covid-19. Conforme ela, o final de ano é sempre muito esperado pelo comércio e isso acabou gerando uma grande expectativa em um ano totalmente atípico.

Gleice afirmou que o mês de dezembro foi de alta nas vendas para a maioria dos lojistas associados à CDL de São Miguel do Oeste. Segundo ela, a pesquisa enviada pelos canais da entidade teve participação de 28% dos associados e mostrou que 47, 7% dos entrevistados apontaram um crescimento nas vendas em relação ao mesmo período de 2019. Ela destacou que deste total, 45,4% dos comerciantes tiveram alta de até 15% no volume de vendas.

A presidente lembrou que o índice já era esperado e teve variação entre 5% e 15% dependendo do setor. Gleice comentou que ao menos três setores tiveram altas significativas nas vendas de final de ano. Ela disse que a Construção Civil e os ramos de vestuário e calçados tiveram um aumento expressivo nos negócios. Ela salientou a importância do auxílio emergencial do governo federal onde muitas pessoas utilizaram o mesmo para o pagamento de contas e também para gastar no final de ano.

Já em relação aos segmentos que foram fortemente prejudicados, Gleice citou os ligados aos eventos em geral, como por exemplo, lojas de roupas de festas, entre outros. Ela admitiu que nesse ramo a CDL não encontrou saída para ajudar a alavancar as vendas no final de 2020.

Gleice Koop declarou que o ticket médio adotado pelos consumidores no mês passado ficou acima dos R$ 100,00. Ela frisou que o valor gasto girou entre R$ 101,00 e 150,00 e o presente mais comprado foi dos setores de vestuário e calçados, representando 34,1% das escolhas. Já o meio de pagamento mais utilizado pelos clientes foi dinheiro e cartão de crédito, representando 56,8%.

Questionada sobre a expectativa neste ano de 2021, Gleice declarou que a projeção é de uma retomada tímida da economia brasileira. Ela admitiu que o momento é de incerteza, porém a ideia é que aos poucos as vendas normalizem ao longo dos meses.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.