Polícia

13.09.2018 às 19:18h - atualizado em 13.09.2018 às 21:57h - Polícia

Mulher é indiciada por denunciação caluniosa após inventar estupro

Kelly Figueiró

Por: Kelly Figueiró São José do Cedro - SC

A Polícia Civil, por meio da DPCAMI Chapecó, concluiu, nesta quinta-feira, 13, uma investigação que apurava um suposto estupro que teria vitimado uma mulher de 49 anos de idade.

Após o marido descobrir um relacionamento extraconjugal, ela foi até a Delegacia de Proteção à Mulher e disse ter sido vítima de estupro, apontando o amante como autor do crime.

A versão apresentada pela suposta vítima não correspondia ao apurado pela equipe da DPCAMI. Ao prestar novo depoimento ela entrou em contradição e a verdadeira história foi descoberta.

Acionar a polícia, dando causa a uma investigação policial sobre fatos que não ocorreram e apontar pessoa inocente como autora é crime de denunciação caluniosa, com pena de reclusão de 2 a 8 anos.

Segundo a Polícia Civil, a DPCAMI desenvolve um trabalho investigativo sério e profissional, estando sempre pronta para proteger e buscar a punição daqueles que atentam contra a integridade física ou psicológica de mulheres, crianças, adolescentes e idosos. No entanto, não podem os trabalhos policiais ser usados para prejudicar terceiros ou corrigir erros pessoais através de acusações irresponsáveis.

Um caso semelhante ocorreu em junho.

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.