13.03.2018 às 13:49h - atualizado em 13.03.2018 às 13:51h - Agricultura

Iporã do Oeste dá início ao programa de certificação das propriedades

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Iporã do Oeste dá início ao programa de certificação das propriedades

A prefeitura irá subsidiar os exames para erradicar as doenças no município, que conta com cerca de 800 propriedades de rebanho leiteiro, e em torno de 50 milhões de litros de leite são produzidos. O projeto é realizado em parceria com a Cidasc.

Segundo o gerente regional da Cidasc, Claudio Trombetta, na última semana a secretaria de agricultura promoveu um encontro com o primeiro grupo de produtores interessados em iniciar a certificação das propriedades.

Os 17 agricultores que participaram do encontro receberam as orientações da médica veterinária da Cidasc. Uma profissional credenciada irá acompanhar as propriedades, sendo que a primeira etapa será a visita a estes locais para verificar o manejo e o inventário dos animais e se não há pendências com o serviço de defesa sanitária animal. Após isso será feito o primeiro exame.

O segundo exame, caso o primeiro seja negativo, será realizado seis meses depois. Se o segundo exame não tiver resultado positivo ou inconclusivo, será encaminhada a documentação para Florianópolis, tendo em vista a obtenção da certificação de livre das doenças.

Claudio Trombetta afirma que em caso de resultado positivo, a propriedade é interditada, e um terceiro exame é realizado para confirmar a contaminação. Tendo a confirmação, o animal é encaminhado para o abate.

O produtor que aderir ao projeto também deve se certificar de que em sua propriedade não haja circulação de outros animais ou que rebanhos vizinhos utilizem a mesma sanga de água.

Para atender a demanda, o projeto de certificação será realizado em etapas, e com grupos menores de agricultores.

Conforme o secretário de agricultura Henrique Kickow, depois que este primeiro grupo de produtores for atendido, já há outros agricultores interessados em aderir ao projeto de certificação das propriedades.

Todos os produtores interessados receberão a orientação da Cidasc.

O subsídio da prefeitura será de 50% no valor dos exames, até o limite de mil reais por propriedade. O custo total do exame é de 20 reais.

O subsídio só é válido para as propriedades que fizerem os exames em todo o plantel da propriedade.

Foto(s): Assessoria de Imprensa Iporã do Oeste

Comentar pelo Facebook

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.