12.12.2018 às 07:32h - atualizado em 12.12.2018 às 09:23h - Geral

Vereadores apelam pela manutenção do polo da Universidade Aberta do Brasil

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

Vereadores apelam pela manutenção do polo da Universidade Aberta do Brasil
Tiaraju / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Os 13 vereadores de São Miguel do Oeste apresentaram nesta terça-feira,11, uma moção de apelo solicitando ao governador eleito de Santa Catarina que seja mantido o polo da Universidade Aberta do Brasil em São Miguel do Oeste. Os vereadores ressaltam que devido à previsão de extinção das Agências de Desenvolvimento Regional, que em São Miguel do Oeste é mantenedora do polo da UAB, há insegurança quanto à manutenção futura desses espaços de educação.

Em São Miguel do Oeste estão em andamento os cursos de graduação em Pedagogia e Administração Pública, ambos pela Udesc; Especialização em Gestão Pública Municipal, oferecido pela UNB; e especializações em Mídias na Educação e em Saúde, Proeja e Complementação Pedagógica, todos oferecidos pelo IFSC. Já para 2019 estão aprovados os cursos de graduação em Biblioteconomia e em Administração Pública, pela Udesc; Especialização em Gestão em Saúde, pelo IFSC; e Ensino Integrado de Filosofia, História, Geografia e Sociologia, pelo IFSC. Todos os cursos são gratuitos e oferecidos na modalidade à distância. O polo da UAB atualmente funciona no Colégio Jaldyr Bhering Faustino da Silva, no Bairro São Gotardo.

Em São Miguel do Oeste o polo foi instalado em 2009 e atende os moradores de municípios da Ameosc e Amerios. "Várias turmas já concluíram cursos, realizando formaturas com muita emoção e brilhantismo, em que os formandos e familiares demonstraram muita gratidão pela oportunidade de estudar em uma universidade pública, uma vez que o ensino privado é de alto custo e, assim, não é acessível a toda a população", ressaltam os vereadores.

"Solicitamos encarecidamente que, ao menos até que os acadêmicos com formação em andamento concluam os respectivos cursos, não seja rompido o convênio com a Universidade Aberta do Brasil. Os acadêmicos não podem ser penalizados pela falta de recursos do Estado de Santa Catarina. Eles têm o direito de concluir, sem prejuízos, os cursos em andamento", justificam, ressaltando que há a possibilidade de a Gered de São Miguel do Oeste passar a ser a mantenedora do polo no caso da extinção da ADR se concretizar. O pedido será enviado ao governador eleito, Carlos Moisés da Silva, à vice-governadora eleita, Daniela Reinehr, a dirigentes do PSL e a deputados estaduais da região.

Fonte: Câmara de Vereadores

Continua depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.