Polícia

Publicidade

12.12.2018 às 14:05h - atualizado em 12.12.2018 às 15:44h - Polícia

Ladrões são condenados a mais de 75 anos de prisão

Diógenes Di Domenico

Por: Diógenes Di Domenico Itapiranga - SC

Continua depois da publicidade

Ladrões são condenados a mais de 75 anos de prisão

Continua depois da publicidade

Foram 14 furtos, danos ao patrimônio público e associação criminosa. Os crimes ocorreram durante o mês de maio de 2018 em comunidades do interior de Itapiranga, Tunápolis, São João do Oeste, Santa Helena e Iporã do Oeste. Com base na denúncia do Ministério Público, no trabalho da promotora de justiça Ana Carolina Ceriotti, a justiça de Itapiranga publicou ontem a sentença.

Segundo o juiz de direito Rodrigo Pereira Antunes, a somatória das penas de André Gebert, Eliazer Dos Santos, Jackson Alquieri e Juliano Rodrigues chega a 75 anos e seis meses. Todos estão detidos por arrombamento de portas e janelas em associações comunitárias no interior dos municípios para furtos de vários objetos, bebidas e produtos alimentícios.

A prisão dos ladrões envolveu policiais de várias cidades. O trabalho foi coordenado pela delegada de Itapiranga, Daiana Da Luz. Após serem presos, os criminosos desobedeceram ordens de restrições e tiveram a prisão decretada pela justiça. O processo iniciou na delegacia de São João do Oeste, após furto na localidade de Palmeiras, onde os ladrões foram identificados. Conforme sentença do juiz Rodrigo Pereira Antunes, as condenações individuais foram de André Gebert, 28 anos e seis meses, Eliazer Dos Santos, 28 anos e seis meses, Jackson Alquieri, 16 anos de prisão, e Juliano Rodrigues, dois anos e quatro meses. Todos os condenados eram residentes em Iporã do Oeste.

Durante o mês de maio deste ano os ladrões atuaram com frequência no interior de cinco municípios. A condenação dos quatro ocorreu por furto de botijões de gás, bebidas, ferramentas, certa quantia em dinheiro, produtos alimentícios e outros objetos. Os condenados arrombavam portas e janelas de clubes comunitários, mas também invadiram residências e escola.

Os furtos ocorreram em linha Soledade, interior de Itapiranga, Jaboticaba, Fortaleza e Palmeiras, em São João do Oeste, Sociedade Imperial e salão Comunitário da Linha Bela Vista, município de Santa Helena, escola de Ensino Rural, o CIER de Linha Esperança e Camping localizado na Linha Taipa Alta, município de Iporã do Oeste, residência em linha Fátima, clube de Canaleta e duas vezes no salão de linha Fátima, em Tunápolis. Os condenados já estão cumprindo as penas.

Continua depois da publicidade

Foto(s): Arquivo Rede Peperi

Continua depois da publicidade

Advocacia Fávero
AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.