12.05.2017 às 20:41h - atualizado em 13.05.2017 às 11:04h - Justiça

Palocci decide fazer delação premiada

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

Palocci decide fazer delação premiada

O ex-ministro Antonio Palocci, da Fazenda e Casa Civil nos Governos Lula e Dilma, decidiu fazer delação premiada. Nesta sexta-feira, 12, diante da promessa de que muito em breve poderá ganhar a liberdade, ele comunicou seu advogado de confiança, o veterano criminalista José Roberto Batochio, que não precisa mais de sua assistência.

Ele teria comunicado a Batochio que a saída dele da causa foi uma "primeira exigência" da força-tarefa da Lava-Jato. Batochio, "por princípio", não defende clientes que fazem delação premiada. Nos últimos meses, o criminalista tem travado um embate tenso com os procuradores do Ministério Público Federal e não desiste de tentar habeas corpus para o ex-ministro no Supremo Tribunal Federal.

Batochio defende Palocci há 10 anos. Neste período conseguiu 12 absolvições do ex-ministro.

Em nota, o escritório José Roberto Batochio Advogados Associados confirmou que Palocci deu início à delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava-Jato. A nota destaca que Batochio deixou a defesa do ex-ministro em duas ações penais no âmbito da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, sob tutela do juiz Sergio Moro.

Fonte: Diário Catarinense

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.