Polícia

Publicidade

12.01.2018 às 15:59h - Polícia

Suspeito de matar professor indígena é preso em Gaspar, no Vale do Itajaí

Marcos de Lima

Por: Marcos de Lima São Miguel do Oeste - SC

Continua depois da publicidade

Suspeito de matar professor indígena é preso em Gaspar, no Vale do Itajaí
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Continua depois da publicidade

Foi preso na manhã desta sexta-feira, 12, o suspeito de matar o professor indígena Marcondes Nambla, de 36 anos, espancado em Penha na madrugada do dia 1º de janeiro. Segundo o delegado-geral adjunto da Polícia Civil em Santa Catarina, Marcos Ghizoni, Gilmar César de Lima, de 23 anos teria confessado o crime após ser localizado na casa de familiares após oito mandados de busca.

— Ele confessou que realmente matou o índio por uma discussão envolvendo o cachorro dele — afirmou Ghizoni.

Segundo delegado Douglas Teixeira Barroco, responsável pela investigação do caso, o homem morava em Gaspar e atualmente residia em Penha, no Litoral Norte, mas teria abandonado a casa após o crime e estava foragido.

Segundo a polícia, Lima teria antecedentes por crimes como homicídio qualificado, roubo, furto, lesão corporal e receptação. O delegado-geral adjunto da Polícia Civil em Santa Catarina, Marcos Ghizoni, já havia confirmado que "o índio foi morto pelo que chamamos tecnicamente de motivo fútil".

O delegado Barroco cita que a identificação do suspeito só foi possível através do vídeo de uma câmera de segurança que registrou o momento da agressão, e da ajuda de testemunhas oculares do ocorrido.

—Inclusive, ele falava que fez aquilo porque a vítima mexido com o cachorro dele. Falava isso para as pessoas que estavam passando pelo local — cita o delegado responsável pelo caso.

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

Advocacia Fávero
AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.