11.10.2019 às 09:20h - atualizado em 11.10.2019 às 09:22h - Saúde

VIVA BEM: Outubro, mês de alerta para doenças reumáticas

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

VIVA BEM: Outubro, mês de alerta para doenças reumáticas
Divulgação

Continua depois da publicidade

Outubro é considerado um mês importante na reumatologia. No dia 12 de outubro se comemora o Dia Mundial da Artrite Reumatoide, dia 20 de outubro é o dia Mundial da Osteoporose e dia 30 o dia Nacional de Luta contra o Reumatismo.

Essas datas chamam a atenção para doenças que acometem milhares de brasileiros e mesmo assim são desconhecidas por grande parte da população e até mesmo daqueles acometidos por elas. Infelizmente a maioria dos diagnósticos são realizados com atraso de pelo menos 5 anos, visto que, algumas vezes, as doenças podem apresentar-se de forma branda e em surtos.

Artrite Reumatoide

Existem mais de 100 doenças reumáticas, sendo a mais conhecida, ou a mais falada, a Artrite Reumatoide que acomete 2 milhões de brasileiros, sendo estimado que 35 mil são catarinenses. Assim como a maioria das doenças reumáticas, ela é uma doença autoimune crônica, na qual o organismo, de forma errada, ataca as articulações (juntas) saudáveis causando dores, edema (inchaço), rigidez e, com o passar do tempo, perda da função articular, além de fadiga e fraqueza geral.

Ela pode causar incapacidade para realizar atividades comuns do dia a dia como escovar os dentes, pentear os cabelos, fechar o botão de uma camisa. Os primeiros sintomas podem surgir em qualquer idade, sendo mais comum entre os 40 e 50 anos de idade, afetando três vezes mais mulheres que homens.

Osteoporose

A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição de massa óssea, com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fraturas. É uma doença silenciosa, isto é, raramente apresenta sintomas antes que aconteça sua consequência mais grave: uma fratura óssea. O ideal é que sejam feitos exames como Densitometria Óssea, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar as fraturas.

O risco de desenvolver a osteoporose pode ser reduzido, se medidas como uma alimentação rica em cálcio, realização de atividades físicas e aporte adequado de Vitamina D foram proporcionados ao longo da vida. Entretanto, é importante salientar que, mesmo com todos estes cuidados, uma parte dos indivíduos vai ter osteoporose, pois a herança genética ainda não pode ser modificada.

Outras doenças

Menos frequentes, mas também potencialmente graves e que integram o grupo das doenças reumáticas, são as vasculites, o lúpus eritematoso sistêmico, a síndrome de Sjögren, a esclerose sistêmica, síndrome do anticorpo antifosfolípede e as espondilartrites. São nomes difíceis e diferentes. Para muitos, completamente estranhos. Porém, todas essas doenças têm em comum a ação de um sistema imunológico desregulado, desregrado, disfuncional, como causador das manifestações clínicas que os pacientes sofrem, por uma inflamação auto induzida e contra antígenos próprios. Isso leva ao mal funcionamento por autoagressão imunológica dos rins, da pele, dos pulmões, das articulações, das glândulas salivares e lacrimais, do cérebro e dos vasos sanguíneos.

A campanha no mês de outubro lembra que as doenças reumáticas são graves e devem ser encaradas com seriedade. Apesar de não haver ainda cura para essas patologias, o avanço nesta área da medicina permite que as pessoas vivam bem e com qualidade. O segredo está no diagnóstico precoce, no comprometimento do tratamento por parte do paciente e no cuidado especializado e periódico.

Flavia Barcelos Martins – médica plantonista no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste – CRM 10257
Diretora técnica - Katia Bugs - CRM 10375

Matérias relacionadas:

> Afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos

> Doe sangue e salve vidas

> A dependência de duas drogas lícitas: álcool e cigarro

> Hospital Regional discute a Importância da Prevenção

> Reeducação alimentar controla a pressão arterial e evita o uso de medicamentos

> Diagnóstico precoce do câncer de mama permite alto índice de cura

> Doença Cardiovascular: Vida saudável ajuda a prevenir infartos

> Atividade física e alimentação adequada auxiliam a prevenir a obesidade

> Mudanças de hábitos diminuem a probabilidade e consequências do câncer de próstata

> Acompanhamento médico regular e vida saudável visam controlar o diabetes

> A importância da prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis

> Uso racional de medicamentos: os riscos da automedicação

> Viva Bem - Sucesso no aleitamento materno exclusivo

> Um novo olhar sobre a prevenção

> Programa Viva Bem do Hospital Regional: Cuide da sua coluna

> Aspectos ortopédicos e traumatológicos

> Depressão e outras doenças psicológicas: o sofrimento em ascensão

> Calor pode aumentar número de acidentes com lagartas venenosas

> Benefícios de uma alimentação saudável

> Programa de Saúde Preventiva: Viva Bem

> A Mulher e a Doença Renal - Incluir, Valorizar, Capacitar

> Comprometimento e atenção podem evitar acidentes de trabalho

> A importância do pré-natal para a mãe e o bebê

> Movimento Abril Verde alerta sobre riscos de acidentes de trabalho

> A importância da Higienização das mãos

> Prevenção de quedas na terceira idade

> VIVA BEM: Doenças relacionadas ao trabalho

> Educação Postural: Conheça seus benefícios

> Dicas para prevenir as doenças de inverno

> Inserindo hábitos conscientes e de preservação do meio ambiente em nossa rotina

> 28 de julho - Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais

> Hipertensão: a importância de conhecer, prevenir e controlar

> VÍDEO: VIVA BEM – Agosto Dourado

> SETEMBRO AMARELO: a dor silenciosa

> VIVA BEM: Prevenção de Quedas de Idosos

> VIVA BEM: Saiba como ser um Doador de Órgãos e Tecidos

> Vacinação: Uma das melhores formas de Prevenir Doenças

> VÍDEO: Outubro Rosa, Previna-se

> Alcoolismo e Tabagismo: dependências que geram problemas de saúde

> Disfagia: entenda a dificuldade de engolir alimentos

> VÍDEO: VIVA BEM; Dezembro Vermelho

> VIVA BEM: cuidando da sua saúde

> JANEIRO BRANCO: Quem cuida da mente, cuida da vida

> VÍDEO: Não faça do seu veículo uma arma!

> VIVA BEM: Câncer tem prevenção!

> Dependência química: Tudo o que você precisa saber

> VIVA BEM: Cuidados na gestação

> VIVA-BEM: Saúde dos Rins para todos

> VIVA-BEM: Saúde da boca: tenha um sorriso bonito e saudável

> VIVA BEM: Os benefícios da atividade física para idosos

> Saiba como higienizar a boca de bebês e crianças de até 5 anos

> VÍDEO: Pratique ginástica laboral/alongamentos

> VIVA BEM: Higienização das mãos salva vidas

> Fumar na gravidez: riscos que o cigarro pode trazer

> Maio Verde: Glaucoma, conheça a doença que pode provocar cegueira

> VIVA BEM: Violência contra a mulher

> VIVA BEM: Alimentação saudável, saúde e nutrição

> Saiba como prevenir as doenças respiratórias no inverno

> VIVA BEM: Cuide-se: Previna Acidentes de Trabalho

> VIVA BEM: Pneumonia na Infância

> VÍDEO: Hepatites virais é o assunto do Viva Bem

> VIVA BEM: Amamentação, alimente a vida

> VIVA BEM: Esclerose Múltipla

> Doenças cardiovasculares: viva mais cuidando da sua saúde

> VIVA BEM: Um mal do rim, a hipertensão

> VIVA BEM: Doar órgãos é doar vida

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.