11.07.2019 às 08:52h - atualizado em 11.07.2019 às 09:45h - Geral

Comissão aponta dívida de R$ 22 milhões da Casan com o município

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

Comissão aponta dívida de R$ 22 milhões da Casan com o município
Divulgação

Continua depois da publicidade

A Comissão criada pelo prefeito de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan, para analisar o contrato vigente entre o Município e a Casan entregou, esta semana, o relatório final. A Comissão tinha a incumbência de levantar aquilo que a Companhia deve para São Miguel do Oeste em termos de serviços e investimentos a fim de averiguar quais metas deixaram de ser cumpridas, analisando as vantagens, desvantagens e legalidade de um novo contrato.

O relatório apresentado aponta que há uma “dívida” da Casan com o Município, em termos de investimentos em água e esgotamento sanitário, que ultrapassa os R$ 22 milhões e sugere que um novo convênio só seja firmado se nele constar o compromisso da Companhia em investir os valores em atraso até julho de 2022.

Por fim, o relatório sugere que o novo contrato contenha um cronograma detalhado de investimento que este deve ser rigorosamente respeitado, sob pena de rescisão. Nessa hipótese, a Comissão entende que os bens e valores já investidos devem ser revertidos ao Município, tendo em vista a amortização ao longo de mais de 40 anos em que a concessionária explora o serviço em São Miguel do Oeste.

Trevisan informou que apresentará o relatório da Comissão à atual presidente da Casan em reunião que deve ocorrer nos próximos dias. “Criamos esta comissão para dar uma resposta à população do que está sendo feito pela Casan em São Miguel do Oeste, e cobrar as melhorias que todos esperam. A Casan precisa fazer a sua parte. São Miguel do Oeste merece esta atenção”, salienta o prefeito.

A COMISSÃO

A Comissão, criada por Decreto pelo prefeito, é composta por sete pessoas: um representante da Secretaria Municipal de Administração e Finanças; um representante da Assessoria Jurídica do Município; um representante da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB; um representante da União das Associações de Moradores de Bairros - UAMB; um representante da Associação de Engenheiros e Arquitetos do Extremo Oeste de Santa Catarina – ASSENAR; um representante de Universidade com sede em São Miguel do Oeste; e um representante do Conselho das Entidades Empresariais de São Miguel do Oeste. Ela é presidida pela representante da Assessoria Jurídica do Município, no caso, a Procuradora-Geral do Município, Barbara Giongo Rodrigues.

Fonte: Ascom

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.