cresol mobile

10.07.2020 às 16:19h - atualizado em 10.07.2020 às 19:19h - Infraestrutura

OUÇA: Recuperação da Willy Barth é responsabilidade do município, diz DNIT

Cristian Lösch

Por: Cristian Lösch São Miguel do Oeste - SC

OUÇA: Recuperação da Willy Barth é responsabilidade do município, diz DNIT
Cristian Lösch / Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Após ser procurada por moradores e também pelo vereador Vanirto Conrad, reclamando da situação da Willy Barth em São Miguel do Oeste, com muitos buracos, o jornalismo da Rede Peperi procurou o DNIT e também a prefeitura do município.

Segundo o engenheiro e superintendente do DNIT da região Oeste, Diego Fernando da Silva, existe um acordo em vigência, feito entre a administração e também a superintendência em Florianópolis, onde foi acordado que a prefeitura iria instalar os controladores de velocidade na avenida mas teria que dar, em contrapartida a manutenção desse trecho, com as correções dos defeitos que tem na via.

Diego comentou que esse é o entendimento, não só do escritório do DNIT em Chapecó, mas também de Florianópolis, que enquanto o acordo estiver em vigência as responsabilidades pela condição da Willy Barth é da prefeitura de São Miguel do Oeste, que com o valor que é arrecadado através dos controladores, deve fazer todos os reparos.

Para o DNIT assumir a responsabilidade e fazer os melhoramentos necessários, a prefeitura tem que romper com o acordo e remover todos os controladores que existem na extensão da Willy Barth, caso contrário a administração deve manter em dia o trecho, segundo o DNIT.

- OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA:

RESPOSTA DA PREFEITURA:

De acordo com o Secretário de Urbanismo, Jeferson Dias, a Willy Barth é um trecho urbanizado da BR-163 que passa por dentro de São Miguel do Oeste e tem cerca de seis quilômetros. Dias comentou que sim, um acordo foi feito no passado, para que prefeitura pudesse instalar os controladores de velocidade.

Ainda segundo o secretário, no acordo feito, o município iria fazer pequenas intervenções, como por exemplo a revitalização de canteiros centrais, a melhoria na iluminação, sinalização e outras questões que a prefeitura vem realizando, como também os tapa-buracos.

Dias relatou que o problema é que quando foi assinado esse acordo, o DNIT se comprometeu em fazer uma recuperação/revitalização, um grande recapeamento da Willy Barth, mas isso nunca aconteceu, apenas a assinatura e o departamento entregou o trecho do que jeito que estava, com problemas.

Apesar de tudo isso, Jeferson reforçou que a prefeitura fez muitas recuperações de lá pra cá e ações de tapa-buracos, inclusive, tem uma nova ação programada para ocorrer nos próximos dias, para tentar amenizar essa situação que agora se encontra.

Para o Secretário de Urbanismo, Jeferson Dias, agora é esperado que o DNIT cumpra com que está no acordo, que é de fazer a revitalização da Willy Barth.

- OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA COM O DIAS:

(Deixe o celular na posição horizontal para visualizar melhor a foto abaixo, em relação ao trecho citado pelo Jeferson Dias)

Após essa colocação feita pelo Secretário de Urbanismo da Prefeitura de São Miguel do Oeste, Jeferson Dias, de que o DNIT se comprometeu a fazer uma revitalização completa da Willy Barth, voltamos a procurar o Diego da Silva, superintendente do DNIT, da região Oeste.

Para ele, a leitura feita pelo secretário, desse item que está no acordo, foi feita fora de contexto, porque o que está nesse item é quando da celebração de um convênio, ou seja, essa revitalização deve acontecer quando ocorrer uma nova conversa com a prefeitura de São Miguel e também ser feito um novo convênio de trabalho.

- CONFIRA A FALA E ENTENDA MELHOR:

Foto(s): Cristian Lösch / Portal Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.