Polícia

09.08.2018 às 15:22h - atualizado em 09.08.2018 às 15:39h - Polícia

Polícia segue investigações do crime do taxista morto a facada

Márcia Macoski

Por: Márcia Macoski Campo Erê - SC

Polícia segue investigações do crime do taxista morto a facada

A DIC – Divisão de Investigação Criminal de São Lourenço do Oeste é a responsável pelo caso que abalou Campo Erê e região, a morte de Adilson Coletto, 46 anos, taxista de Campo Erê.

Este é o segundo caso de assassinato de taxista no município, em menos de três anos. Em fevereiro de 2016 João Gauer também foi vítima de latrocínio.

O delegado da comarca de Campo Erê Roberto Fronza, relata que as buscas continuam, a fim de identificar autoria do crime. A linha de investigação é para latrocínio.

O delegado conta que o corpo de Coletto, foi encontrado por moradores da Linha Taquari, divisa entre os municípios de São Lourenço do Oeste e Jupià. O laudo do IML deve confirmar as causas da morte do taxista, mas possivelmente por uma facada no pescoço.

O veículo da vítima, um Renault Symbol de cor prata, placas NXP 2966 de Campo Erê, assim como seus pertences ainda não foram localizados.

O delegado pede a colaboração da população, que segundo Fronza, são os olhos da polícia, que entrem em contato se souberem de qualquer informação. Ele reforça que por mais simples que pareça, o fato deve ser levado a polícia, pois talvez seja o que falta para concluir a investigação. Os telefones de contato são: 190 Polícia Militar, 181 Polícia Civil ou então o informante pode ir diretamente na delegacia.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.