cresol mobile

09.07.2020 às 13:40h - atualizado em 09.07.2020 às 15:07h - Coronavírus

Extremo-Oeste permanece com risco grave de transmissão da COVID-19

Marcos Meller

Por: Marcos Meller São Miguel do Oeste - SC

Extremo-Oeste permanece com risco grave de transmissão da COVID-19

Continua depois da publicidade

O extremo-oeste permanece classificado como uma região de grave risco de contaminação pelo coronavírus. A Avaliação do Risco Potencial para Covid-19 foi atualizada nesta quarta-feira, 08, pela Secretaria Estadual de Saúde e visa orientar a Regionalização e Descentralização das ações relacionadas à contenção da pandemia em Santa Catarina. Os níveis de risco são calculados a partir da combinação de oito indicadores em quatro dimensões de prioridade de atuação local, que são isolamento social, testagem e isolamento de casos, reorganização de fluxos assistenciais e ampliação de leitos. Até 23 de junho, a região era classificada como alto risco e desde o dia 30 de junho ingressou na faixa de grave de contaminação.

A classificação do risco de Covid-19 é atualizada semanalmente pela Secretaria de Estadual de Saúde. O sistema divide Santa Catarina por 16 regiões de saúde a partir de dados epidemiológicos que levam em consideração o aumento de casos e mortes por Covid-19, além da ocupação de leitos hospitalares. De acordo coma atualização publicada ontem, o extremo-oeste conta com 434 casos confirmados da doença. A divisão é em risco moderado, alto, grave e gravíssimo. O extremo-oeste está na terceira faixa. De acordo com a classificação, o estado apresenta uma série de recomendações que devem ser seguidas pela população e pelos setores público e privado.

O município de São Miguel do Oeste registrou três novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira, 08, e também três pacientes recuperados, todos homens. O número total de casos confirmados é de 143 com 131 recuperados. 12 moradores ainda tem o vírus ativo e permanecem em isolamento domiciliar. Nesta quarta-feira, foram realizados 26 testes de Covid-19 na população assintomática do centro e bairro Agostini. Não houve nenhum resultado positivo. A Vigilância Epidemiológica reforça que as pessoas que apresentarem sintomas respiratórios, ou que tiverem dúvidas quanto a situações relacionadas à Covid-19, devem ligar na Central de Informações: 3631-2010. Quem apresentar febre alta, falta de ar e mal-estar, deve procurar atendimento no Centro de Triagem ou na UPA 24 horas do bairro Agostini.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.