cresol mobile
Polícia

08.10.2020 às 11:23h - atualizado em 08.10.2020 às 13:41h - Polícia

Índice de crimes solucionados pela DIC é de 100% em SMOeste

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Índice de crimes solucionados pela DIC é de 100% em SMOeste
Arq. Portal Peperi

Continua depois da publicidade

Uma pesquisa divulgada na última semana mostrou que pela terceira vez consecutiva o trabalho da Polícia Civil de Santa Catarina está entre os três melhores do país. Os dados são relativos à taxa de resolução de homicídios. De acordo com a pesquisa, os números se referem à resolução de crimes contra a vida. O levantamento foi realizado em todos os estados brasileiros e contempla homicídios que ocorreram em 2017 e foram esclarecidos até 2018.

De todos os estados brasileiros, apenas metade informaram os números corretamente. A taxa de resolução de crimes coloca Santa Catarina atrás apenas do Distrito Federal e do Mato Grosso do Sul. Com base nos dados de 2017, o estado apresentava o índice de 63%. Já relativo ao ano passado, Santa Catarina apresentou uma melhora e chegou ao patamar de 73,3%. Agora em 2020, levando em conta os primeiros seis meses, a taxa já é de 54%, o que indica que o estado catarinense vai atingir novamente um dos melhores índices do país.

Conforme o delegado titular responsável pela Divisão de Investigação Criminal, João Westphal, essa pesquisa mostra que o trabalho tem resultado mesmo com a defasagem policial e de estrutura enfrentada pela Polícia Civil há alguns anos.

O delegado da DIC afirmou que os números da região Extremo Oeste de Santa Catarina são melhores ainda que os registrados no estado. Segundo ele, na área de abrangência da 13ª delegacia de Polícia Civil levando em conta os dados dos últimos 12 anos, o índice de resolução de homicídios é de 100% em São Miguel do Oeste. Já na região os números chegam próximo dos 90%.

Westphal destacou que apenas as questões pontuais que ainda não foram resolvidas na região. Ele comentou que a maioria dos casos atendidos pela DIC leva cerca de 48 horas para serem solucionados.

Ele disse que a DIC trabalha nas investigações mais complexas, trabalhando com meios e técnicas especiais de investigação. Ele ressaltou que o trabalho consiste na investigação de homicídios, latrocínio e roubos. João Westphal revelou que assim que um crime grave ocorre a Polícia Civil é acionada e imediatamente os trabalhos são iniciados.

O delegado lembrou o caso do assassinato do advogado Joacir Montagna, onde em uma semana o crime foi resolvido com o auxílio da Polícia de toda a grande região.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.