06.10.2019 às 10:35h - atualizado em 06.10.2019 às 11:38h - Curiosidades

Paranaense pode ser reconhecido como o homem mais velho do mundo aos 117 anos

Kelly Figueiró

Por: Kelly Figueiró São José do Cedro - SC

Paranaense pode ser reconhecido como o homem mais velho do mundo aos 117 anos

Continua depois da publicidade

Durante esta primeira semana de outubro a Polícia Civil do Paraná – IIPR fez a Carteira de Identidade do homem mais velho do mundo, Sebastião Batista dos Santos, que possui 117 anos de idade e mora no Sudoeste, em Coronel Vivida.

Ele faz parte da história do Estado do Paraná e agora é integrante da história do Instituto de Identificação, que tem em seu banco de dados, as impressões digitais de um homem comprovadamente centenário. Seu Sebastião é um homem simples, de família numerosa, ele teve 9 filhos e uma esposa que faleceu em 2010, mora no bairro São José Operário, onde tem a sua própria casa. Nos últimos meses, seu Sebastião anda meio debilitado, nas últimas semanas ele teve um princípio de AVC.

COMO ESSA HISTÓRIA COMEÇOU:

O Papiloscopista Fernando José Fabrowski, Chefe do Setor de Almoxarifado do IIPR, já conhecia a história do seu Sebastião e informou a Papiloscopista Elisa Manoeli, Assessora de Comunicação do IIPR sobre essa história fascinante. Os dois papiloscopistas conversaram bastante sobre o assunto e viram no cadastro dele que a última Carteira de Identidade dele foi expedida em 1990, então vários papiloscopistas montaram uma força tarefa para realizar um Atendimento Volante e uma entrevista com o senhor Sebastião para contar essa história.

Infelizmente, a família não possuía a certidão original de nascimento. Mas dentro do IIPR temos o Setor de Digitalização e Microfilmagem, é o setor responsável por digitalizar e microfilmar vários documentos oficiais, incluindo as certidões de nascimento, esta unidade do Instituto também é responsável por encaminhar, quando solicitado por Autoridades Policiais, Judiciárias ou órgãos congêneres, informações e/ou cópia de prontuário civil contidas em arquivos do IIPR, então prontamente a Papiloscopista Lais Schulz Dalledone, Chefe do Setor da Microfilmagem, levantou o prontuário civil e a cópia da certidão de nascimento do seu Sebastião.

Ainda o Papiloscopista Danilo Lemos Pereira, Chefe do Setor de Perícia Datiloscópica levantou a ficha decadatilar, presente em nosso banco de dados físico desde 15 de julho de 1982, das impressões digitais do seu Sebastião.

Estava comprovado nos registos do IIPR que o senhor Sebastião Batista dos Santos possui a certidão 483-11 folha 212 no cartório de registro civil de Coronel Vivida, registro lavrado em 28 de junho de 1976, de acordo com a lei nº 6015 de 31/12/1973, mediante petição do Juiz de Direito daquela Comarca, portanto, seu Sebastião já tinha 74 anos e 9 filhos quando seu registro civil foi lavrado!

RUMO A CORONEL VIVIDA:

A papiloscopista Elisa Manoeli fez contato com o Identificador de Coronel Vivida, Itamar Bortolazzi, ele bem prestativo e engajado com a história conseguiu a 2ª Via da Certidão de Nascimento, com isenção de custas no cartório, produziu a foto 3x4 e preparou o requerimento de solicitação da Carteira de Identidade.

O Papiloscopista Roque Maura da Silva, Chefe da SRI de Pato Branco, do qual Coronel Vivida é um município subordinado a essa Seção Regional do Interior, foi muito solícito a prestar total apoio para juntos realizarmos o Atendimento Volante.

Na tarde de quarta feira, seu Sebastião nos recebeu com toda simpatia, ele ficou muito contente quando chegamos de viatura, os 2 papiloscopistas e o identificador, lá estavam a filha dele Joceli, a neta Veridiane, alguns bisnetos e Adelino Guimarães, o Locutor da rádio Voz do Sudoeste AM 690, foi por causa de uma das reportagens dele que ficamos sabendo do seu Sebastião, o cidadão centenário.

Seu Sebastião Batista dos Santos, é candidato a ser o homem mais velho do mundo, como a família não possuía mais a certidão de nascimento dele, ficaram por anos buscando informações, para comprovar a idade do homem que pode ser o mais velho do mundo e registrá-lo no Guinness Book, o livro dos recordes.


Fonte: Instituto de Identificação do PR / Portal Peperi

Foto(s): Instituto de Identificação do Paraná

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.