06.02.2018 às 09:05h - atualizado em 06.02.2018 às 10:21h - Agricultura

Região Oeste é pioneira no Estado na implantação do projeto de recolha de animais mortos

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Na regional de Itapiranga o projeto já está funcionando no município de São João do Oeste e está em fase de implantação em Iporã do Oeste e Tunápolis.

No município vizinho de Mondaí, a recolha está sendo feita desde o mês de outubro de 2017, por uma empresa especializada de Cunha Porã, a mesma que realiza o serviço em São João do Oeste.

Segundo o Gerente de Políticas Socioeconômicas Rurais e Urbanas da ADR de Itapiranga, Miguel Schneider, o projeto está se expandindo para todo o Estado, mas na região vários municípios já estão com a recolha em funcionamento.

Ele lembra que para implantar o projeto é necessária a regulamentação através de lei, e cada município é livre para definir valores da recolha.

Em São João do Oeste, a empresa vencedora da licitação, da cidade de Cunha Porã, está fazendo a recolha dos animais desde a última semana.

A prefeitura irá subsidiar 60% do valor da recolha, e o restante será pago pelo agricultor.

Serão recolhidos bovinos com brincos ao valor de R$ 100,00 e suínos acima de 70 quilos ao valor de R$ 10,00.

O município de Tunápolis irá lançar esta semana o edital para o credenciamento da empresa que fará a recolha.

Segundo o Secretário de Agricultura de Tunápolis, Pedro Baumgratz, o município irá realizar um roteiro de reuniões em todas as comunidades para explicar o projeto aos agricultores.

A prefeitura irá pagar o valor total da recolha, sem nenhum custo ao produtor.

A recolha deve iniciar ainda este mês, assim que forem encerradas as reuniões pelo interior.

Em Iporã do Oeste a lei para a recolha já foi criada, e o município trabalha no processo da licitação da empresa.

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.