05.05.2018 às 09:42h - atualizado em 05.05.2018 às 09:48h - Saúde

Corte de gastos e doações mantêm funcionamento do hospital de Mondaí

Joana Reichert

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste - SC

Corte de gastos e doações mantêm funcionamento do hospital de Mondaí

De acordo com o presidente da Associação Hospitalar de Mondaí, Paulinho Stecker, quando a atual diretoria assumiu, há cerca de três anos, havia rumores sobre o fechamento do hospital em função das dívidas.

Em entrevista a Rádio Oeste na manhã desta sexta-feira, 04, o presidente afirmou que parte desta dívida está paga. Stecker explica que uma das dívidas diz respeito a um empréstimo feito pela diretoria anterior na caixa econômica.

O valor de R$ 54 mil foi parcelado em 36 vezes, sendo que deste total, resta o pagamento de três parcelas. Outra dívida, também de diretoria anterior, soma R$ 90 mil, e uma terceira dívida diz respeito a uma dívida trabalhista, que soma quase R$ 100 mil. Dos quase R$ 500 mil da dívida maior, a atual diretoria pagou até agora pouco mais de R 246 mil, além de outras dívidas em valores menores.

Envolvimento da comunidade foi fundamental para a estabilização financeira do hospital de Mondaí.

O presidente da associação hospitalar cita também o apoio de políticos, e doações diversas da população, além da promoção de rifas e eventos em que o lucro foi revertido para o hospital.

Paulinho Stecker enaltece que uma contribuição importante na economia de recursos e o pagamento das dívidas, foi a diminuição da folha de pagamento através da demissão de servidores com os maiores salários. A diminuição da folha foi de R$ 80 para R$ 60 mil.

O presidente enfatiza que as maiores fontes de arrecadação da entidade são os repasses pelo SUS, convênio com município e os atendimentos que o hospital presta, a exemplo dos exames de raio X.

O presidente da associação hospitalar de Mondaí afirma que além de promover economias para pagar as dívidas, a entidade precisava continuar investindo para resolver pendências diversas relacionadas a equipamentos, funcionários e alvará de funcionamento.

Paulinho Stecker ressalta que com uma emenda de R$ 150 mil do deputado Celso Maldaner, o hospital irá adquirir um carro de emergência, um aparelho de ultrassom, um otoscópio, biombos, baldes, um monitor de multiparametro e um oftalmoscópio.

O valor ainda não está em caixa, mas a conta para o depósito já foi criada. O presidente afirma que o hospital tem pressa para licitar os equipamentos, tendo em vista o prazo mais curto do ano eleitoral.

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.