Polícia

05.01.2019 às 08:33h - atualizado em 05.01.2019 às 11:12h - Polícia

Delegado fala sobre as investigações dos crimes ocorridos no município

Daiane Benetti

Por: Daiane Benetti Campo Erê - SC

Continua depois da publicidade

Delegado fala sobre as investigações dos crimes ocorridos no município

Continua depois da publicidade

O delegado Paulo Venera, que trabalha no caso, falou sobre o homicídio e a tentativa que ocorreram no dia 1° de janeiro em Campo Erê. Ele conta que o homicídio contra Valderi da Silva ocorreu por volta das 06h30 da manhã. A polícia recorreu às imagens de videomonitoramento que estão instaladas próximas ao local, mas não são nítidas o suficiente para identificar os envolvidos. No fim da tarde, um dos suspeitos do crime, Claudio Leite, o Ferrão, sofreu um atentado e quase foi a óbito também. Ele já respondia por outro assassinato e ganhou liberdade para passar o ano novo com a família.

De acordo com o delegado, três pessoas devem ter participado do assassinato de Valderi da Silva. Além de Ferrão, outros dois homens devem estar envolvidos. A polícia apurou que todos, a vítima e os três agressores, beberam durante a madrugada e na manhã se desentenderam ao ponto de terem provocado a morte. Os quatro têm passagens nos arquivos policiais. O delegado ouviu os três suspeitos, mas devido à fragilidade dos depoimentos não prendeu ninguém. Eles foram liberados enquanto a polícia continua as investigações, em busca de provas.

Claudio Leite disse, em depoimento, que na noite do crime os quatro estavam ingerindo bebida alcoólica no Bairro Mello. Em dado momento houve um desentendimento e correram para a praça da matriz, onde acabou sendo morto a facada um deles. Ferrão nega que tenha sido o autor, só que em suas roupas há sinais de sangue. O material foi enviado para perícia.

Enquanto Ferrão prestava depoimento, logo após o crime, um grupo de pessoas tentou invadir a delegacia para um acerto de contas. Por isso, a polícia trabalha com o atentado contra ele como um possível ato de vingança. Ele foi atocaiado em cima do asfalto, a uns quatro quilômetros de Campo Erê, em direção a São Lourenço do Oeste. Levou tiros de espingarda e também de revólver. A vítima foi levada para a policlínica de Pato Branco e seu estado de saúde é gravíssimo.

Confira a entrevista completa.

Foto(s): Daiane Benetti/ Portal Peperi

Continua depois da publicidade

AL Contabilidade

Comentários depois da publicidade

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.