cresol mobile

04.11.2020 às 13:58h - atualizado em 04.11.2020 às 18:07h - Estiagem

Iporã do Oeste decreta situação de emergência e define multa para desperdício de água

Adilson Kipper

Por: Adilson Kipper Iporã do Oeste - SC

Iporã do Oeste decreta situação de emergência e define multa para desperdício de água

Continua depois da publicidade

O decreto foi homologado no final da tarde desta terça-feira, 03. Levantamento feito pela Epagri aponta perdas de 15% a 40% em diversas culturas agrícolas. Mais 100 famílias estão sendo atendidas com o transporte de água, que já chega a quase 400 mil litros por dia.

Cinco caminhões pipa fazem o transporte e o município busca terceirizar mais veículos para auxiliar no serviço. A água é oriunda do riacho Jundiá, e a partir de amanhã também do rio Antas.

O município também emitiu um decreto que institui multa de 50 UMRF, cerca de R$ 160,00, para quem for flagrado desperdiçando água, por exemplo, na lavagem de calçadas, fachadas ou carros ou ainda usando água tratada para irrigação. Denúncias de desperdício devem ser feitas ao setor de Tributos. O pedido de economia de água também é para as famílias do interior, considerando que os pedidos para transporte de água aumentam a cada dia.

A Casan iniciou nesta terça-feira o rodízio no abastecimento de água da cidade. A vazão dos mananciais onde é captada a água está somente 10% do normal. A lagoa principal está com somente 30% da capacidade e a lagoa auxiliar com 70% da capacidade.

Em função disso foi iniciado o rodízio de água para garantir o abastecimento das 2.349 unidades ligadas ao sistema.

O gerente da unidade local da Casan, Luiz Mickna, explica que um dia será abastecida a parte alta e no outro dia a parte baixa da cidade. Nesta quarta-feira, 04, por exemplo, será abastecida a parte baixa, do centro, e bairros Ruschel, Vila Nova e Jardim Itália. E no dia seguinte parte alta, na região da Cooper A1, bairro Bom Jardim, região das antenas e bairro Breunig.

Mickna lembra que é uma medida extrema devido à situação severa da estiagem, para garantir o abastecimento a todos os imóveis.

Maior parte das fotos nas lavouras foram registradas ainda em outubro, sendo que no momento a situação já se agravou. Em anexo também o decreto que prevê multa para desperdício de água.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.