Polícia

04.04.2018 às 11:46h - atualizado em 04.04.2018 às 14:02h - Polícia

Casal de pastores de Chapecó é preso por estupro dos cinco filhos

Kelly Figueiró

Por: Kelly Figueiró São José do Cedro - SC

Continua depois da publicidade

Casal de pastores de Chapecó é preso por estupro dos cinco filhos

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso de Chapecó, cumpriu na noite desta terça-feira, 03, na cidade de Foz do Iguaçu, os mandados de prisão expedidos pela Justiça de Chapecó, em desfavor de um casal de pastores, ambos condenados pelo estupro de 5 dos seus próprios filhos.

Segundo a Polícia, os abusos ocorreram no ano de 2007, mas a Polícia Civil somente obteve conhecimento, por meio de uma das vítimas, no ano de 2009. Desde então, o casal fugiu de Chapecó para o Paraná.

A sentença condenatória foi publicada no ano de 2015. Desde então, a investigação da Polícia Civil passou a realizar inúmeras buscas, objetivando a localização do casal. De posse das informações que indicavam que o casal de pastores estavam na cidade de Foz do Iguaçu, a equipe da DPCAMI intensificou as investigações, oportunidade em que localizou os condenados.

Então, às 7h do dia 3 de abril, terça-feira, a equipe de agentes de polícia, juntamente com os delegados de polícia da DPCAMI de Chapecó, dirigiu-se até a cidade de Foz do Iguaçu, chegando à cidade paranaense às 15h30.

De imediato, os policiais passaram a levantar os possíveis endereços que os sentenciados poderiam habitar, oportunidade em que, por volta das 21h do mesmo dia, foi localizado o casal e efetuada a prisão. No mesmo instante, a equipe de investigação foi dividida em duas, uma sendo responsável, mesmo esgotada, de conduzir os presos até a cidade de Chapecó, e a outra, responsável pelo cumprimento de outros mandados na manhã do dia 04, hoje, no estado do Paraná.

A primeira equipe chegou à cidade de Chapecó na manhã desta quarta-feira, 04, conduzindo os sentenciados para a Central de Plantão Polícia da Cidade, a fim de cumprir os trâmites legais. Mais uma vez, a DPCAMI cumpriu sua função, agradecendo à população pela confiança depositada no trabalho desenvolvido.

O homem foi condenado a 22 anos e a mulher a mais de 16 anos pelo crime de estupro majorado dos próprios filhos.

Continua depois da publicidade

AL Contabilidade
Advocacia Fávero
Nedel Celulares.

Mais notícias

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.