cresol mobile

03.06.2020 às 19:34h - atualizado em 03.06.2020 às 22:38h - Variedades

Policial militar e voluntários deixam casinha e comida para cães abandonados na BR-282

Kelly Figueiró

Por: Kelly Figueiró São José do Cedro - SC

Policial militar e voluntários deixam casinha e comida para cães abandonados na BR-282

Continua depois da publicidade

O policial militar Adi Marcos Galeassi, de Irani/SC, dedica boa parte do tempo para ajudar animais abandonados e vítimas de maus-tratos na região. Ele, a esposa Solange Bressan e outros voluntários estão há mais de 13 anos na luta, cuidando de gatos, cachorros e até pássaros encontrados em situação de rua.

Ambos têm o costume de carregar no carro um pouco de água e ração, devido ao grande número de animais abandonados que se deparam todos os dias nas rodovias e cidades. “A gente se cansou de ver animais abandonados às margens das BRs, para morrer, sem água, sem comida, longe da civilização. Então, o mínimo que a gente faz quando não dá para pegar e levar esse animal para uma cidade, é ajudar”, comenta Adi.

Adi também faz parte da ONG AME, de Irani, voltada aos cuidados de animais abandonados, porém, nesse momento encontra-se de fora do grupo por estar sobrecarregado. Segundo ele, mesmo não estando ativo no grupo, continua fazendo os trabalhos voluntários de forma individual, junto de Solange.

O casal abriga 18 animais que foram resgatados, e todos eles estão sendo cuidados no sítio da família, em Irani. Além disso, Adi relata que se tornou vegetariano há oito anos, e vegano há dois, e a decisão foi simples: ajudar de alguma forma todos os animais.

Abrigo para os animais

Na última segunda-feira, dia 1º, um vídeo postado em uma rede social, por Gilmar Ribas, amigo de Adi e voluntário na causa animal, repercutiu entre os moradores por mostrar o local onde os animais estavam sendo abandonados.

Com a ajuda de Gilmar, o policial construiu e instalou uma casinha de madeira na Curva da Santa, na BR-282, onde cinco animais foram abandonados nos últimos meses, para que eles pudessem ter onde dormir e ficar protegidos do frio e da chuva.

Os cães foram encontrados por Solange, que se desloca todos os dias de Irani até Passos Maia para trabalhar. Conforme Adi, em uma das oportunidades, ela parou o carro e passou a deixar comida e água para que eles se alimentassem. Porém, dos cinco, apenas três dos cães abandonados apareceram.

Um dos cachorros conseguiu ser resgatado pela mulher e está aos cuidados de um pet no município de Irani. Segundo o policial, o animal sofre com problemas sérios de tumor nos ossos da perna, não podendo se movimentar direito. No dia do resgate, o cão possuía até fratura na perna.

“Ele é bem querido, é dócil. Ele está bem, mas frágil. Mas os outros estão dando apoio”, diz Adi Marcos.

Outras casinhas foram instaladas na região para abrigar os animais de rua. Uma delas foi deixada na entrada da Linha Pigosso, sentido Concórdia, e outras foram deixadas próximo à residência de Gilmar, em Irani.

Fonte: Oeste Mais

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.