cresol mobile

02.10.2020 às 16:46h - atualizado em 02.10.2020 às 20:46h - Meio Ambiente

Fumaças de queimadas chegam ao Sul

Diógenes Di Domenico

Por: Diógenes Di Domenico Itapiranga - SC

Fumaças de queimadas chegam ao Sul

Continua depois da publicidade

É impressionante a densidade da fumaça na manhã desta sexta-feira, 02, entre o noroeste do Rio Grande do Sul e Oeste de Santa Catarina.

"Como jamais tínhamos visto, em densidade, nas imagens de satélite", destacou a MetSul em suas redes sociais.

O Norte do Rio Grande do Sul e boa parte de Santa Catarina estão tomados por fumaça de queimadas. Um corredor de fumaça avança da região da Amazônia até o Sul do Brasil e no caminho é reforçado por muita fumaça do enorme número de queimadas que está se registrando no Centro-Oeste brasileiro, na Bolívia, no Norte da Argentina e no Paraguai.

A fumaça é perceptível pelo aspecto fosco do céu que parece nublado, mas, está em uma maior altitude e na maioria dos locais não traz ameaça para saúde, diferentemente do que ocorre nos locais próximos da emanação do material particulado, como é o caso do Centro-Oeste.

Somente nos primeiros nove meses deste ano, as queimadas no Pantanal já superaram em 82% toda a queima observada no ano passado inteiro e com um novo recorde anual histórico.

Apenas no dia de ontem, o bioma teve mais de 600 focos de calor. O número de queimadas explodiu nesta semana no Norte da Argentina, no Paraguai e no Centro-Oeste com a onda de calor excepcional e recorde que traz máximas acima de 44ºC e umidade relativa do ar abaixo de 10% em alguns pontos.

Em Itapiranga na manhã e tarde dessa sexta-feira, 02, a fumaça já tomava conta vinda principalmente do Rio Grande do Sul e da Argentina. Pela manhã o sol já estava encoberto.



Fonte: Portal Peperi/ MetSul Meteorologia

Foto(s): Diógenes Di Domenico/ Portal Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.