02.02.2018 às 06:51h - Geral

Temer tem aposentadoria suspensa por não realizar prova de vida

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Temer tem aposentadoria suspensa por não realizar prova de vida

O Palácio do Planalto confirmou nesta quinta-feira, 1, que o presidente da República, Michel Temer, do MDB, perdeu o prazo para realizar a prova de vida, uma exigência para receber a aposentadoria como procurador do estado de São Paulo.

A falta da prova, um recadastramento anual, impede que ele receba os vencimentos.

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência informou que Temer não fez por falta de tempo, mas fará assim que possível.

Conforme o governo, Temer ficou sem o pagamento porque não fez o recadastramento obrigatório todos os anos, no mês de aniversário do aposentado.

O presidente completou 77 anos em setembro passado e não recebeu em novembro e dezembro do ano passado.

De acordo com o governo, Michel Temer requisitou aposentadoria aos 55 anos e recebia cerca de R$ 45 mil brutos, porém, teve o valor reduzido para manter a remuneração no teto constitucional, de R$ 33,7 mil.

Segundo informações da São Paulo Previdência, sem a prova de vida, o benefício é suspenso automaticamente e excluído da folha de pagamentos.

Fonte: DC

Comentar pelo Facebook

Advocacia Fávero
AL Contabilidade
Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.