ÁUDIOS
Globo em Foco - Peperi - AM

Globo em Foco sábado 08 06 19

-JUIZ MANDA MEC SUSPENDER BLOQUEIO DE VERBAS EM UNIVERSIDADES

-MOISÉS DIZ QUE RECURSO PARA HOSPITAIS FILANTRÓPICOS ESTÁ GARANTIDO

-PARÓQUIA SÃO MIGUEL ARCANJO PROMOVE HOJE TRADICIONAL CAFÉ COLONIAL

-TJ CONFIRMA INDENIZAÇÃO POR MORTE DE BEBÊ EM HOSPITAL DA CIDADE

-PROMOTOR DIZ QUE ESTADO É NEGLIGENTE COM A SAÚDE DE RECÉM NASCIDOS

-COLISÃO NO CENTRO DA CIDADE DEIXA MOTOCICLISTA FERIDO

-OPERAÇÃO APREENDE VEÍCULOS COM QUILÔMETRAGEM ADULTERADA

O tempo é de..... A previsão para as próximas horas é de sol com algumas nuvens. A temperatura pode chegar a 24 graus. A mínima das últimas horas foi de 12 graus.

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou a sexta-feira em alta. O dólar paralelo está cotado a três reais e 85 centavos para a compra e quatro reais e 10 centavos para a venda. O euro está valendo quatro reais e 35 centavos para a compra e quatro reais e 75 centavos para a venda. Já o peso argentino está cotado a oito centavos para a compra e nove centavos e meio para venda.

O presidente dos Estados Unidos, DONALD TRUMP, anunciou nesta sexta-feira que chegou a um acordo com o México e, assim, suspendeu a aplicação de taxas a produtos importados mexicanos programada para começar na segunda-feira. As taxas, que aumentariam mês a mês até um patamar máximo de 25 por cento, faziam parte de uma estratégia de TRUMP para forçar o México a tomar medidas contra o fluxo de imigrantes ilegais rumo aos EUA. As detenções de imigrantes na fronteira entre os dois países atingiram em maio maior nível em uma década.

O presidente da Venezuela, NICOLÁS MADURO, disse nesta sexta-feira que autorizou a reabertura da fronteira com a Colômbia no estado de Táchira a partir deste sábado. A fronteira entre os dois países foi fechada em 22 fevereiro deste ano. Naquela data, a decisão foi comunicada pela vice-presidente DELCY RODRÍGUEZ, que atribuiu a medida a "sérias e ilegais ameaças do Governo da Colômbia contra a paz e a soberania da Venezuela". Desde então, a passagem por três das quatro pontes que ligam os dois países na região estava restrita.

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, JUAN GUAIDÓ, afirmou nesta sexta-feira que não há previsão, por enquanto, de novas conversas com representantes do chavismo na Noruega. O líder oposicionista ainda reforçou que qualquer tentativa de diálogo deve considerar a saída de NICOLÁS MADURO do poder. A condição, segundo o líder oposicionista, também se aplica às conversas com o grupo de contato formado por países europeus e com o Grupo de Lima – do qual o Brasil e outros países das Américas fazem parte.

O Ministério da Economia informou nesta semana que o processo de avaliação de políticas de benefícios fiscais começará a ser implementado de "maneira institucional" neste ano pelo governo federal. O objetivo é propor manutenção, redefinição ou extinção de programas. As análises englobarão, entre outros, o Programa de Financiamento Estudantil, a Zona Franca de Manaus e o Programa de Geração de Emprego e Renda. Ao todo, os benefícios a serem avaliados neste ano pelo governo somam cerca de 70 bilhões de reais. Os benefícios fiscais são concedidos na forma de renúncia fiscal ou subsídio para empresas e setores.

O presidente JAIR BOLSONARO enviou ao Supremo Tribunal Federal um documento formulado por técnicos do governo segundo o qual o bloqueio em parte do orçamento das universidades visa o equilíbrio das contas públicas. O bloqueio de 30 por cento atinge os gastos não obrigatórios, chamados discricionários, como por exemplo, gastos com conta de água, de luz, compra de material básico, contratação de terceirizados e realização de pesquisas. Conforme o documento enviado por BOLSONARO, as universidades não estão "imunes" às medidas econômicas. A documentação afirma que as universidades federais têm orçamento de 49 bilhões e 600 milhões e que as despesas discricionárias representam 13 por cento do montante total.

A Justiça Federal da Bahia determinou, na noite desta sexta-feira, que o Ministério da Educação suspenda o bloqueio de verbas nas universidades federais. O governo pode recorrer. A decisão foi tomada pela juíza RENATA ALMEIDA DE MOURA em resposta a uma ação apresentada pelo Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília. O bloqueio de 30 por cento nos gastos não obrigatórios foi anunciado em abril pelo Ministério da Educação. O contingenciamento representa, segundo o governo, três vírgula quatro por cento do orçamento total das universidades. A juíza fixou multa de 100 mil reais por dia, caso o MEC não cumpra a decisão dentro do prazo de 24 horas.

O governador CARLOS MOISÉS disse nesta sexta-feira que a verba prevista para o hospitais filantrópicos será mantida, mas será cobrada produtividade das unidades. A afirmação vai contra a postura do governo de questionar no Supremo Tribunal Federal a obrigatoriedade do repasse de 10 por cento do Fundo Estadual de Saúde. De acordo com o governador, a tentativa de acabar com a obrigatoriedade é uma questão "técnica". MOISÉS disse que esses valores “já estão garantidos e vão continuar sendo aplicados”. Não há, segundo ele, nenhuma interferência no sistema hospitala. O governador explicou que o dinheiro será repassado, mas o estado vai cobrar a produção e o hospital que mais produzir mais vai receber.

Em visita ao Complexo Penitenciário de Chapecó nesta sexta-feira o ministro da Justiça, SÉRGIO MORO, disse que a unidade está sendo recomendada por uma nota técnica do ministério como modelo a ser implantado em outras unidades prisionais do país. Ele afirmou que a visita a penitenciária superou a expectativa. Dos cerca de dois mil presos das penitenciárias agrícola e industrial de Chapecó, 862 trabalham em 23 empresas, o que representa cerca de 45 por cento da população carcerária local. MORO parabenizou os empresários que tiveram coragem de romper barreira do preconceito e ofereceram trabalho aos presos, prestando um serviço social e ainda tendo lucro.

Santa Catarina obteve recorde de exportações no período de janeiro a maio. Foram três bilhões 770 milhões de dólares,o maior valor da série histórica que começou em 1997. Os dados são do Observatório da Indústria, da Fiesc. A cifra é 12 vírgula dois por cento superior a do mesmo período do ano passado e foi puxada pela venda de carnes. As importações também foram recordes para o período e alcançaram seis bilhões 800 milhões de dólares e subiram 12 por cento na comparação com os mesmos meses de 2018. O destaque foi o crescimento da movimentação de veículos, com 381 por cento mais em maio frente ao mesmo mês do ano anterior.

A associação dos criadores de bovinos do extremo-oeste vai realizar daqui a pouco mais um remate de gado geral no município. O evento será no Parque de Exposições Rineu Gransotto e terá início às duas horas da tarde. Segundo o presidente da entidade, MOACIR PIROCA, a expectativa é de que pecuaristas de toda região participem do leilão de hoje. Além dos associados, pecuaristas que não tem ligação com o grupo devem participar do evento. Cerca de 400 bovinos devem ser comercializados na tarde de hoje. PIROCA também lembrou que haverá a presença bancos no leilão para financiamento dos produtores.

A paróquia São Miguel Arcanjo vai promover neste sábado mais uma edição do tradicional Café Colonial. O evento começa as cinco horas da tarde e vai até as nove e meia da noite no Salão Paroquial. Os ingressos ainda estão à venda nos valores de 30 reais para adultos e 15 para crianças de seis a 10 anos. A expectativa do Conselho de Pastoral é de reunir cerca de mil pessoas. O Café Colonial oferecer cerca de 60 tipos de pratos doces e salgados. O recurso arrecadados com o evento serão usados na manutenção da Igreja Matriz que está passando por reformas.

O Peperi Debates deste sábado discutiu a proposta de instalação de um colégio cívico-militar no município. O programa analisou os pontos positivos e negativos da criação de uma unidade educacional de gestão compartilhada entre o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Educação. O debate contou com a participação do secretário municipal de Educação, PAULO DRUMM, do comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros, JORGE CAMEU, do ex-secretário de Educação, JUAREZ DA SILVA e da coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, SANDRA ZAWASKI. As fotos e a áudio do debate de hoje estão disponíveis no portal da Peperi na internet.

A proposta de instalação de uma escola cívico-militar em São Miguel do Oeste foi construída para atender uma demanda crescente da população. A afirmação é do comandante do décimo segunda batalhão do Corpo de Bombeiros, JORGE CAMEU. Ele explicou que o objetivo não é substituir os modelo atual da educação, mas permitir que as famílias tenham essa opção de ensino para seus filhos. CAMEU explicou que a parte pedagógica ficará com a secretaria de educação, mas que algumas matérias como educação moral e cívica, podem ser incluídas na grade curricular. Ele disse que bombeiros aposentados devem ser chamados para trabalhar nas escolas e que os militares atuarão como monitores para cuidar de aspectos disciplinares nas escolas. CAMEU comentou que seria necessários empregar três ou quatro bombeiros por unidade para viabilizar o projeto.

A proposta de instalação de uma escola cívico-militar em São Miguel do Oeste deve ser vista com muita preocupação. A declaração é do ex-secretário de Educação, JUARES DA SILVA. Ele disse que o primeiro problema está na questão ideológica que está por trás dessa ideia. JUAREZ citou que existe um movimento, desde a eleição de BOLSONARO, para militarizar espaços pedagógicos, de ensino e pesquisa no país. Para o ex-secretário não é atribuição do Corpo de Bombeiros cuidar da educação. JUAREZ disse ainda que não há amparo legal na Lei de Diretrizes Básicas da Educação para instalar esse tipo de escola no município. Além disso, ele comentou que normalmente essas escolas são implantadas em comunidades carentes ou em regiões de falta de segurança, o que não é o caso do município. Ele questionou quais foram as razoes Não entende como os militares vão se

O que atraiu o município a apostar no projeto de uma escola cívico-militar é a possibilidade de construção de uma nova proposta para a educação. O comentário é do secretário de educação, PAULO DRUMM. Ele ressaltou que toda a questão pedagógica ainda permanece com os professores e que somente a administração da escola é que será compartilhada com o Corpo de Bombeiros. DRUMM disse que as 12 escolas no método tradicional vão continuar e que a intenção do município é ofertar uma possibilidade nova para a comunidade. O secretário disse que a sociedade local é muito favorável a essa ideia. DRUMM afirmou que o Brasil está vivendo uma nova fase onde as pessoas esperam por esse tipo de resposta por parte dos governantes. Ele comentou que o projeto será definido no segundo semestre e a intenção é abrir a escola cívico-militar em 2020.

A pessoas precisam entender o que realmente está em jogo com a instalação de uma escola cívico-militar e como isso vai funcionar. O alerta é da coordenadora regional do Sinte, SANDRA ZAWASKI. Ela explicou que o sindicato defende uma escola pública, democrática, de qualidade e com acesso para todos. A professora disse que as escolas cívico-militares vão trabalhar com reserva de vagas para filhos de militares e que a comunidade terá acesso a uma pequena parte das vagas. A segunda preocupação é com relação ao custeio dessa nova escola. SANDRA disse que a unidade cívico-militar vai receber parte do orçamento geral da educação municipal. A professora citou que esse valor aplicado na nova unidade pode fazer falta para as outras escolas do município. Além disso, é preciso explicar exatamente como se dará a definição dos professores que vão atuar nessa escola.

A primeira Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, por unanimidade, condenou um hospital de São Miguel do Oeste a pagar cem mil reais a uma família pela morte de uma recém-nascida. O órgão colegiado entendeu que houve erro médico e demora no atendimento à gestante em trabalho de parto. O caso ocorreu em 2004 em um hospital que já fechou as portas. A decisão é do dia 4 de junho e foi publicada nesta quinta-feira. De acordo com o processo, a grávida chegou ao hospital e o médico que a atendeu, diretor da unidade, mandou a paciente esperar pela obstetra de plantão. A médica estava em outra cidade e ela orientou a transferência da gestante para outra cidade. O diretor não atendeu a sugestão, deixou o local e foi viajar. Apesar das dores da gestante, a cesárea aconteceu somente as quatro horas da tarde e o bebê, que estava com sinais vitais mínimos, morreu três dias depois.

Para o relator do caso envolvendo a morte de um bebê em um hospital do município em 2004, desembargador LUIZ FERNANDO BOLLER, houve omissão por parte do diretor e a morte foi provocada por complicações da demora da cirurgia, em função do diagnóstico errado do médico. A defesa do hospital alegou que a morte ocorreu por causa dos problemas de saúde da criança, que impediram regular funcionamento de seu sistema cardíaco e, por consequência, do sistema respiratório. BOLLER ressaltou ainda que a demora tanto da médica obstetra que estava como plantonista para situações de emergência quanto em encaminhar a mãe a outro hospital também contribuíram para a morte. Na esfera criminal, o médico foi condenado por homicídio culposo qualificado. A médica obstetra também respondeu a uma ação penal, mas foi absolvida. Ainda cabe recurso para instancia superiores.

O promotor ALEXANDRE VOLPATTO explicou nesta sexta-feira no Peperi Entrevista os detalhes da ação civil publica que pede a instalação de uma UTI neonatal no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. De acordo com ele, o MP ajuizou a ação em razão da falta de vagas nas duas UTIs que são referencia para o extremo-oeste. O promotor afirmou que as unidades neonatais de Xanxere e Chapecó estão constantemente lotadas. Somente neste ano, o MP ingressou com cinco ações judiciais para garantir o atendimento de recém nascidos na regiaõ que não conseguiram vagas nessas duas UTIs neonatais. No processo, o Ministério Público pede que a justiça determine, liminarmente, que o estado de Santa Catarina implante em seis meses, no mínimo, 10 leitos de unidade de terapia intensiva neonatal no hospital Regional. Além disso, o promotor pediu que seja fixada multa de no mínimo dez mil reais por dia de descumprimento de sentença final.

A necessidade de uma UTI neonatal é muito grande no extremo-oeste. A declaração é do promotor de justiça, ALEXANDRE VOLPATTO. De acordo com ele, a região tem um déficit de 26 leitos de UTI neonatal. VOLPATTO citou um estudo da sociedade brasileira de pediatria que apontou que o quadro ideal seria de quatro leitos para cada mil nascimentos com vida. Somente em 2016, a região do oeste teve quase 11 mil nascimentos e apenas 18 leitos instalados. A relação recomendada seria de 44 vagas de UTI neonatal. Além disso, entre 2016 e 2018, 14 bebes recém nascidos tiveram que ir a unidade especial de Xanxerê. VOLPATTO citou que existe muito risco de morte na região e a necessidade de uma UTI neonatal é expressiva.

A situação que envolve a estrutura de atendimento de recém nascidos em risco de morte é de abandono por parte do estado de Santa Catarina. A afirmação é do promotor de justiça, ALEXANDRE VOLPATTO. Ele afirmou, no Peperi Entrevista de hoje, que a falta de recursos não é argumento suficiente para o estado não instalar uma UTI neonnatl no hospital regional. VOLPATTO explicou que a lei estabelece que crianças devem ter prioridade na aplicação dos recursos públicos.

Um homem ficou ferido em um acidente no começo da tarde de ontem na SC 305. A colisão aconteceu na linha Prateleira, interior de Anchieta e envolveu um Celta e um Fusca, ambos com placas do município. Segundo os bombeiros, o condutor do Fusca, um idoso de 77 anos, sofreu ferimentos na cabeça e nas pernas. Já a motorista do Celta, uma mulher de 28 anos, saiu ilesa, mas estava emocionalmente abalada. As duas vítimas foram encaminhadas ao Pronto atendimento de Anchieta para avaliação médica.

A Polícia Civil de Maravilha prendeu nesta semana uma mulher de 43 anos que responde a processo criminal por envolvimento com tráfico de drogas. No dia 31 de janeiro deste ano, ela foi presa em flagrante quando a polícia encontrou cocaína no estabelecimento comercial dela. O local funciona como ponto de venda da droga.

Após a prisão em flagrante, a mulher passou a responder ao processo em liberdade, mediante o cumprimento de medidas restritivas. Após recurso do Ministério Público, foi expedido novo mandado de prisão preventiva e a mulher voltou para a cadeia nesta semana.

Um motociclista ficou ferido em um acidente na madrugada de hoje no centro de São Miguel do Oeste. A colisão aconteceu por volta das três e 15 na avenida Sete de Setembro, em frente ao Senac. Uma moto colidiu contra um carro de passeio e o motociclista, de 21 anos, sofreu ferimentos graves. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros com suspeita de fratura de fêmur, escoriações nas mãos e dor no tórax. O rapaz recebeu os primeiros socorros no local e foi encaminhado ao Hospital Regional para atendimento médico.

Uma moto Honda CG 125 Fan de São Miguel do Oeste foi furtada na noite desta sexta-feira no centro da cidade. O crime ocorreu por volta das oito horas da noite em frente à uma boaye no cruzamento das ruas Caçanjurê e Marechal Floriano. A vítima e o suspeito do crime estavam bebendo juntos no estabelecimento. Segundo a Polícia Militar, o suspeito de ter furtado a moto, inclusive, é apenado do regime aberto e monitorado com o uso de tornozeleira eletrônica. Durante a fuga, o rapaz parou em um posto de combustíveis, às margens da Willy Barth, abasteceu cerca de 25 reais e saiu do local sem pagar a conta. Ele fugiu pela BR 282 e foi detido em Pinhalzinho ao sofrer queda com a motocicleta. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para a lavratura do flagrante. Ao todo, já são 47 passagens policiais por crimes diversos. Ele está à disposição da Justiça na Unidade Prisional Avançada de Maravilha.

A Polícia Militar finalizou nesta sexta-feira mais uma edição da Operação Ferrolho. Durante o trabalho, foram fechados todos os pontos de entrada e saída do estado nas divisas com os estados do Paraná e Rio Grande do Sul e na linha de fronteira com a Argentina. Nesta edição, a novidade ficou por conta da participação da Cidasc que atuou nas ações de defesa sanitáriaanimal, impedindo a possível entrada de animais infectados que poderiam trazer sérios prejuízos à economia de Santa Catarina. Foram mobilizados 446 policiais militares e 177 viaturas em 100 pontos de bloqueio. A polícia abordou mais de duas mil e 500 pessoas abordadas e oito acabaram presas. Também foram apreendidos 12 veículos apreendidos, sete CNHs foram recolhidas e uma arma de fogo foi apreendida.

A Divisão de Investigação Criminal e Delegacia de Polícia de São Miguel do Oeste interditaram o estabelecimento comercial onde foi encontrado um carro furtado em Curitiba. O veículo foi desmontado para a venda das peças. A fiscalização ocorreu no dia 25 de maio e, na ocasião, um dos sócios proprietários foi autuado em flagrante pelo crime de receptação qualificada. Dias depois, o outro sócio da empresa foi preso preventivamente e ainda permanece recolhido na Unidade Prisional local. Com um dos sócios é reincidente nesse crime, a Polícia Civil solicitou a suspensão das atividades da empresa que atu no comércio de peças veiculares a fim de evitar que as condutas criminosas continuassem sendo realizadas. A justiça acolheu o pedido e determinou a suspensão das atividades da empresa que foi interditada ontem. Os suspeitos já foram denunciados pelo Ministério Público e podem ser condenados à pena de oito anos de reclusão.

A Polícia Civil de São Miguel do Oeste com apoio de delegacias do Extremo Oeste deflagrou a operação Hodos nesta sexta-feira. O objetivo foi apurar a adulteração de hodômetros de veículos. A investigação iniciou depois que a Ciretran recebeu informações de que empresários do ramo de comercialização de veículos estavam adulterando o hodômetro. A denúncia é de que a quilometragem registrada dos veículos era adulterada para obter maior vantagem econômica na venda. A polícia alega ainda que esse tipo de prática coloca em risco a vida do comprador, tendo em vista que a manutenção periódica muitas vezes é condicionada à quantidade de quilômetros rodados. Em um dos casos, a Polícia Civil apurou que a verdadeira quilometragem do veículo passava dos 140 mil quilômetros, mas a marca do hodômetro foi reduzida para 70 mil.

A Polícia Civil cumpriu dez mandados de apreensão em empresas e residências investigadas por suspeita de adulteração dos hodômetros de veículos em São Miguel do Oeste e Belmonte. Ao todo, foram apreendidos diversos aparelhos eletrônicos utilizados para realizar a redução da quilometragem, celulares e computadores. A Polícia também apreendeu 26 veículos com suspeita de fraude. Os carros serão submetidos à perícia. Três pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimentos e uma acabou presa em flagrante pela posse irregular de arma de fogo e munições. As investigações prosseguem com o intuito de identificar outros envolvidos e empresas que cometem essa prática fraudulenta na região. Os consumidores e clientes que eventualmente tenham adquiridos veículos com a quilometragem adulterada, serão intimados para prestar depoimento. Na visão da polícia, essa prática, além de representar crime contra as relações de consumo e estelionato, pode resultar ainda em um possível dano moral.

PROGRAMAS

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.