ÁUDIOS
Globo em Foco - Peperi - AM

Globo em Foco sábado 05 01 19

-GOVERNO CANCELA FUNCIONAMENTO DE CEM RÁDIOS COMUNITÁRIAS

-ESTADO FECHA 2018 COM RECORDE DE INFESTAÇÃO DO MOSQUITO DA DENGUE

-PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL REGIONAL COMEÇA O ANO COM SUPERLOTAÇÃO

-EX-GERENTE DE SAÚDE DIZ QUE DÍVIDA NO SETOR CAIU PELA METADE

-DECRETO DESBUROCRATIZA ACESSO A SERVIÇOS DA PREFEITURA

-PM PROMOVE OPERAÇÃO VERANEIO EM TRÊS MUNICÍPIOS DA REGIÃO

-POLÍCIA PROCURA DETENTO QUE FUGIU DA CADEIA DE SÃO JOSÉ DO CEDRO

O tempo é de..... A previsão para as próximas é de nebulosidade variável e chuva isolada. A temperatura pode chegar a 29 graus. A mínima das últimas horas foi de 20 graus.

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou a sexta-feira em alta. O dólar paralelo está cotado em três reais e 85 centavos para a compra e quatro reais e 10 centavos para a venda. O euro está valendo quatro reais e 40 centavos para a compra e quatro reais e 60 centavos para a venda. Já o peso argentino está cotado a nove vírgula cinco centavos para a compra e 11 centavos para venda.

O presidente americano, DONALD TRUMP, adotou um tom desafiador e disse, nesta sexta-feira, que está "preparado" para que a paralisação orçamentária se estenda por mais de um ano, após uma reunião com os líderes democratas do Congresso para tentar alcançar um acordo. Com a paralisação, cerca de 800 mil funcionários públicos estão de licença sem vencimentos. No centro da disputa está a exigência do presidente de construir um muro na fronteira com o México, com custo de mais de cinco bilhões de dólares, ao qual os democratas se opõem.

O grupo de Lima, que inclui o Brasil e outros 12 países, anunciou nesta sexta-feira, na capital peruana, que não reconhecerá o governo venezuelano se o presidente NICOLÁS MADURO assumir um novo mandato em 10 de janeiro, por considerar que se trata de resultado de eleições ilegítimas. A decisão não foi unânime, uma vez que o México, agora sob o governo de esquerda de ANDRÉS MANUEL LÓPEZ OBRADOR, se recusou a assinar a declaração. O Grupo de Lima foi criado em 2017 por iniciativa do governo peruano com o objetivo de pressionar para o restabelecimento da democracia na Venezuela.

A Venezuela acusou nesta sexta-feira o Grupo de Lima de incentivar um golpe de estado com apoio de Washington. O governo venezuelano recusou a proposta do bloco ao presidente NICOLÁS MADURO de desistir de assumir um novo mandato em 10 de janeiro e transferir o poder ao Parlamento. Em um comunicado lido pelo chanceler, JORGE ARREAZA, a Venezuela expressou "sua maior perplexidade ante a extravagante declaração de um grupo de países do continente americano, que após receber instruções do governo dos Estados Unidos através de uma videoconferência, acordaram incentivar um golpe de estado".

O Ministério das Comunicações cancelou funcionamento de mais de 100 rádios comunitárias. De acordo com o Governo Federal, essas emissoras cometeram várias infrações da legislação que regulamenta o funcionamento das rádios comunitárias no país. A extinção de autorização de outorga de mais de 100 Rádios Comunitárias em diversas cidades no Brasil já foi publicada no Diário Oficial. Algumas emissoras foram alvo de uma série de denúncias sobre reincidência de infrações na legislação. Para FERNANDO HENRIQUE CHAGAS, conselheiro da Associação Brasileira de Emissoras de Rádios, a decisão foi muito importante.

Pelo terceiro dia consecutivo, o Ceará sofreu uma onda de ataques criminosos coordenados por membros de facções criminosas em vários pontos da cidade de Fortaleza e no interior. Os crimes ocorreram mesmo após a chegada de agentes da Força Nacional, enviadas ao Ceará por autorização do ministro da Justiça, SÉRGIO MORO. O número de ataques criminosos passou de 60, desde o início da onda de violência até este sábado. Bandidos queimaram veículos do transporte público; carros de particulares e concessionárias; e atacaram diversos prédios públicos, como bancos, delegacias e prefeituras.

O chefe da Casa Civil, ONYX LORENZONI, descartou que o governo federal irá aumentar o Imposto sobre Operações Financeiras, medida que havia sido anunciada mais cedo por JAIR BOLSONARO, em Brasília. O ministro afirmou que o presidente "se equivocou" ao mencionar que o IOF seria revisado. ONYX contrapôs outra declaração de BOLSONARO, que havia antecipado que o ministro da Economia, PAULO GUEDES, anunciaria ainda nesta sexta-feira a redução da alíquota máxima do Imposto de Renda, de 27 e meio para 25 por cento. Segundo o chefe da Casa Civil, não há previsão para que seja feita a alteração.

No primeiro relatório de 2019, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina informou que a balneabilidade no litoral do estado teve uma piora em relação à semana anterior. Agora, 72 vírgula quatro por cento dos pontos analisados estão próprios para banho, uma queda de três e meio por cento. Alguns locais de praias famosas, como a Praia Central de Balneário Camboriú e Ingleses, em Florianópolis, não estão recomendáveis para os banhistas. O relatório completo pode ser encontrado no site do IMA.

O setor automobilístico fechou 2018 com 186 mil de veículos vendidos, alta de 18 vírgula seis por cento em comparação com 2017. É o segundo crescimento seguido registrado pelo setor, após os quatro anos de queda no período mais crítico da crise econômica, a partir de 2013. O levantamento da Fenabrave-SC ainda aponta que ao longo de todo ano passado foram vendidas 29 mil 172 unidades a mais do que em 2017. Atualmente a frota circulante no Estado soma mais de cinco milhões de veículos.

Santa Catarina fechou 2018 com números preocupantes em relação ao mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como dengue e zika vírus. O inseto é presença constante em pelo menos 76 municípios catarinenses, considerados infestados, o que é um recorde no Estado. A marca representa um aumento de 20 vírgula seis por cento em relação ao mesmo período de 2017, que registrou 63 municípios nessa condição. Além disso, o Estado somou no ano passado 15 mil 886 focos do Aedes aegypti em 164 municípios catarinenses, um acréscimo de 37 por cento na comparação com 2017.

O Peperi Debates deste sábado debateu a estruturação do turismo no extremo-oeste. Depois um longo trabalho, a região parece ter alcançado um outro patamar no setor, com o desenvolvimento de um roteiro e com destinos turísticos mais consolidados. O programa discutiu se de fato a região vive um novo momento do turismo e as consequências desse quadro para o desenvolvimento local. O debate reuniu a coordenadora da região turística Caminhos da Fronteira, MARIA ZANIN, o coordenador do colegiado de turismo da Ameosc, MATEUS DAL PONTE e os empresários do setor JULIANO ROMANCINI e ANDERSON CAVASIN. O áudio e as fotos do programa estão no portal da Peperi na internet.

O turismo na região extremo-oeste realmente atingiu um novo patamar. A avaliação é da coordenadora da Instância de Governança Regional Caminhos da Fronteira, MARIA ZANIN. Ela disse que algumas ações que colocamregião acima do estágio anterior foram consolidadas nos últimos anos. MARIA comentou antes se falava em vontades e no potencial turístico do extremo-oeste e agora existem produtos organizados, iniciativas importantes e um roteiro definido. Ela citou que a partir de agora a região precisa eleger a sua identidade turística que na visão dela é o turismo de aventura leve e vivência. MARIA afirmou que o extremo-oeste ainda pode e vai crescer muito mais nessa área.

O um longo caminho já foi percorrido e o estágio atual do turismo é resultado de um trabalho que começou há muitos anos. De acordo com o coordenador do colegiado de secretários de turismo da Ameosc, MATEUS DAL PONTE, a região está colhendo os frutos de toda essa mobilização e envolvimento de empresários, governos e entidades. Ele citou que para dar certo, a população ainda precisa entender o que o turismo significa. DAL PONTE comentou que nem todos os municípios estão preparados e organizados para receber os turistas. Ele citou que a elaboração do roteiro turístico caminhos da fronteira foi um passo importante que agora precisa ser operacionalizado. Para DAL PONTE, as prefeituras e a Ameosc também compreenderam que a região ainda pode ganhar muito com o desenvolvimento do setor do turismo.

Há cerca de 15 anos ainda era preciso demonstrar e convencer as pessoas que a região tinha um potencial para o turismo, mas de dois anos para cá ficou claro que o setor é uma realidade para o extremo-oeste. O comentário é do empresário do setor de turismo de aventura e treinamentos vivenciais ao ar livre, JULIANO ROMANCINI. Ele disse que as pessoas estão olhando mais para a região e buscando as opções de turismo que estão se consolidando. JULIANO afirmou que a região tem um grande potencial de turismo ao livre, com cachoeiras, florestas e paisagens naturais e que alguns empreendimentos estão aproveitando esse relevo para oferecer vivências para os turistas. O desafio, de acordo com ele, é fazer os moradores da região perceberem que dá para fazer turismo aqui mesmo, sem viajar grandes distâncias.

A região superou a fase de que tinha apenas potencial para se tornar um destino turístico cada vez mais visitado. A declaração é do empresário de Anchieta que atua na área do ecoturismo, ANDERSON CAVASIN. Ele disse que nos últimos anos, muitas pessoas perceberam que o turismo pode ser, de fato, uma atividade econômica importante e passaram a investir em empreendimentos no setor. ANDERSON comentou que muitas pessoas passam pela região e o número de visitantes que aproveitam essa passagem para fazer turismo está crescendo. Ele também entende que o turismo interno, com as pessoas de uma cidade visitando outras, pode ser melhor explorado. Para ANDERSON, o turismo regional avançou bastante, mas tem um potencial para crescer ainda mais.

O pronto socorro do Hospital Regional do Extremo-oeste começou o ano de 2019 superlotado. De acordo com a direção da unidade, o atendimento de pacientes na área de urgência e emergência superou a capacidade do local. Ontem à tarde, o Hospital emitiu um alerta para que que a população procure os demais serviços da rede pública, como Postos de Saúde e UPA 24 horas para casos sem risco imediato. O Hospital Regional está priorizando os casos urgentes e de emergência que são caracterizados pela gravidade. Com isso, o tempo de atendimento das situações menos graves pode ser maior.

A dívida do governo estadual com a saúde caiu de cerca de um bilhão de reais para cerca de 500 milhões de reais em menos de um ano. A informação é do ex-gerente regional de saúde, MIGUEL SCHNEIDER. Ele disse que assumiu o cargo no mês de maio e exatamente no período em que EDUARDO PINHO MOREIRA colocou a saúde e a segurança pública como prioridades. SCHNEIDER comentou que o governador, junto com as regionais, promoveu um esforço concentrado para reduzir as despesas e o tamanho da dívida do setor. Ele disse que o quadro dificultou os investimentos e novos projetos, mas a saúde pública fechou o ano em uma condição muito melhor.

Apesar das dificuldades financeiras, a gerencia regional de saúde conseguiu avanços no processo de regionalização e ampliação dos serviços. De acordo com o ex-gerente regional de saúde, MIGUEL SCHNEIDER, houve uma ampliação da oferta de atendimentos especializados e mutirões para reduzir a fila de espera por operações eletivas. outra conquista da região foi o abertura do setor de oncologia do hospital regional. SCHNEIDER citou que a regional de saúde também fechou o ano com as contas praticamente em dia com os hospitais e municípios do extremo-oeste.

A exoneração do ex-gerente regional de Saúde do cargo foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia dois de janeiro. MIGUEL SCHNEIDER disse que havia um entendimento para que ele permanecesse na função até março ou abril em uma espécie de transição até a nomeação do novo gerente. Ele explicou que vai assumir um cargo na câmara de vereadores de Itapiranga e por isso solicitou a exoneração agora. SCHNEIDER comentou que o governo de MOISÉS está no caminho certo ao promover a redução de cargos e a nomeação de efetivos para funções de comissionadas. Ele citou que a saúde regional ainda precisa de muitos investimentos e esse será um desafio para o novo governador.

O prefeito de São Miguel do Oeste, WILSON TREVISAN, assinou nesta quinta-feira, um Decreto regulamentando a Lei da Desburocratização. Os objetivos principais são racionalizar os atos e procedimentos administrativos, instituir o Selo de Desburocratização e simplificar a tramitação de documentos. Desde quinta-feira, a população não precisa mais reconhecer firma quando apresentar algum documento em qualquer órgão público ligado ao Executivo Municipal. A partir de agora, basta assinar repetir a assinatura diante do servidor, que irá conferir e autenticá-la. Outra medida prevista no decreto é que a apresentação de certidão de nascimento poderá ser substituída por qualquer documento oficial.

O decreto assinado nesta semana pelo prefeito WILSON TREVISAN também permite a apresentação de uma simples declaração quando não for possível obter algum documento comprobatório diretamente do órgão competente. Ele explicou que essa medida vai reduzir os custos, facilitar e agilizar a prestação do serviço solicitado para a prefeitura. Em caso de declaração falsa, o cidadão ficará sujeito às devidas sanções. TREVISAN disse que o decreto desta semana segue a linha de desburocratização que a prefeitura vem adotando desde o início de 2017.

O prefeito de São Miguel do Oeste, WILSON TREVISAN, também instituiu por decreto, o Selo Municipal de Desburocratização e Simplificação. Ele explicou que o selo funcionará como uma espécie de prêmio destinado a reconhecer e estimular projetos, programas e práticas desenvolvidas por servidores que simplifiquem o funcionamento da administração pública e melhorem o atendimento da população. A intenção é incentivar os servidores a pensar e executar práticas que melhorem a prestação do serviço público, reduzir a burocracia que ainda existe nesse setor. As iniciativas premiadas serão divulgadas e levadas para outros setores do poder público municipal.

Os proprietários de imóveis do centro de São Miguel do Oeste que não construíram ou adequaram as calçadas a lei da acessibilidade tem 30 dias para apresentar a justificativa na prefeitura. O prazo para se adequar à lei terminou no dia 31 de dezembro e quem não construiu as calçadas e não fizer a justificativa, será autuado pelos fiscais de obras. As alegações apresentadas pelos proprietários serão analisadas pela Comissão Permanente de Acessibilidade, que poderá conceder ou não um prazo maior para a construção do passeio padrão. Os donos de imóveis nos bairros da cidade tem prazo até o final deste ano para construir ou adaptar as calçadas. Os prazos foram fixados em Termo de Ajustamento de Conduta assinado com o Ministério Público.

Os proprietário de imóveis que tiverem o prazo para construção do passeio padrão prorrogado pela comissão deverão apresentar um cronograma para execução da obra. A informação é da procuradora do município, BARBARA RODRIGUES. Ela explicou que questões como a comprovada falta de condição financeira devidamente averiguada junto ao Cadastro Único para Programas Sociais, a escassez de material e mão de obra ou outro fato que tenha impedido a execução da obra podem resultar na prorrogação do prazo. BARBARA disse que os proprietários que não justificarem o motivo pela não construção da calçada ou tiverem as justificativas negadas serão autuados pelos fiscais de obras. O valor da multa é de 511 reais, aumentando em caso de reincidência.

Uma briga terminou com duas pessoas esfaqueadas no município de Iraceminha nesta sexta-feira. A confusão envolveu três pessoas em um dos bairros da cidade. A Polícia Militar foi chamada e encontrou dois homens feridos com golpes de faca. Eles foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados ao Hospital onde receberam atendimento médico. A PM fez buscas e identificou um dos envolvidos na briga.

Os Policiais Civis de Descanso prenderam nesta sexta-feira um homem que descumpriu medidas protetivas de urgência impostas pela justiça a favor da ex-companheira. O homem acabou se aproximando da mulher, o que justificou a prisão para garantia do cumprimento da Ordem Judicial. O mandado de prisão foi cumprido no centro da cidade e ele não ofereceu resistência. O homem foi detido encaminhado a Unidade prisional avançada de São Miguel do Oeste. O Inquérito que apura os crimes praticados pelo autor será encaminhado ao Poder Judiciário no prazo de até 10 dias.

Um empresário de 50 anos foi preso na tarde de ontem no município de Iraceminha. O homem foi um dos investigados pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais por suspeita de envolvimento com uma quadrilha especializada em falsa comunicação de roubo de caminhões e desvio de cargas. Na época, ele intimidou testemunhas do processo para que mudassem seus depoimentos. Um dos líderes da quadrilha, natural da cidade de Riqueza continua foragido da Justiça. O empresário preso ontem foi condenado a pena de sete anos e nove meses de prisão em regime fechado. Ele foi levado, ainda ontem, para a Unidade Prisional Avançada de Maravilha.

Um preso fugiu da unidade prisional avançada de São José do Cedro nesta sexta-feira. A fuga ocorreu por volta das três horas da tarde. O preso, do regime semiaberto, identificado como FABRÍCIO FÉLIX, estava com o uniforme da UPA e camiseta da empresa moveleira que tem convenio de trabalho prisional na unidade. Ele responde por crimes contra o patrimônio, como furto e roubo. A Polícia Militar de São José do Cedro analisou as imagens das câmeras e está procurando o fugitivo. A PM recebeu a informação de que ele teria fugido na direção das Linhas São Germano e 21 de Novembro. O preso ainda não foi localizado.

PROGRAMAS

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.